Impacto das redes sociais sobre o sistema nervoso autônomo e níveis de ansiedade e depressão

Carregando...
Imagem de Miniatura

Data

2022-03-23

Orientador

Valenti, Vitor Engraci

Coorientador

Pós-graduação

Curso de graduação

Fisioterapia - FFC

Título da Revista

ISSN da Revista

Título de Volume

Editor

Universidade Estadual Paulista (Unesp)

Tipo

Trabalho de conclusão de curso

Direito de acesso

Acesso abertoAcesso Aberto

Resumo

Resumo (português)

Introdução: Redes sociais têm sido cada vez mais utilizadas. Um efeito negativo que tem sido analisado é o quadro de ansiedade e depressão que se relaciona diretamente com o sistema nervoso autônomo (SNA). Esse estudo teve como objetivo analisar a associação entre redes sociais e o SNA. Métodos: A amostra foi composta de indivíduos adultos jovens, de ambos os sexos, de 18 a 25 anos. Dois protocolos foram aplicados, um controle e um rede social, com intervalo de no mínimo 24 horas e máximo de 120 horas. Inicialmente os voluntários ficaram sentados em frente ao computador com a tela desligada por 5 minutos, seguido da leitura de mensagens neutras para o protocolo controle, e de mensagens retiradas do Facebook para o protocolo de rede social, por mais 5 minutos. A variabilidade da frequência cardíaca (VFC) foi analisada antes e durante a exposição às mensagens. Os índices rMSSD, HF e SD1 da VFC foram analisados. Resultados: Não houve diferença significativa para os índices rMSSD, HF e SD1 entre os protocolos. Conclusão: O uso de redes sociais a curto prazo não teve efeitos significativos sobre o SNA.

Resumo (inglês)

Introduction: Social media have been increasingly used. A negative effect that has been considered on anxiety and depression, which are directly related to the nervous system. This study aimed to analyze the association between social media and the autonomous system. Methods: The population consisted of young adults of both sexes aged between 18 and 25 years. Two protocols were applied, with a minimum interval of 24 hours and a maximum of 120 hours, being a control and a social media. For both, initially the volunteers sat in front of the computer with the screen off for 5 minutes, followed by reading neutral messages taken form Facebook to the social media for another 5 minutes. VFC was before and during exposure to messages. The rMSSD HF and SD1 indices of heart rate variability (HRV) were analyzed. Results: There was no significant difference for the rMSSD, HF and SD1 indices between the protocols. Conclusion: From the results found by the study it is possible to infer that the use of social media in the short term had no significant effects on the SNA.

Descrição

Idioma

Português

Como citar

FERREIRA, Gracimara Vitoria. Impacto das redes sociais sobre o sistema nervoso autônomo e níveis de ansiedade e depressão. 2022. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Fisioterapia) - Faculdade de Filosofia e Ciências, Universidade Estadual Paulista, Marília, 2022.