Caracterização química da farinha de vísceras de avestruz e seu valor nutritivo para tilápia-do-Nilo

Carregando...
Imagem de Miniatura

Data

2011-03-11

Orientador

Romanelli, Pedro Fernando
Furuya, Wilson Massamitu

Coorientador

Pós-graduação

Engenharia e Ciência de Alimentos - IBILCE

Curso de graduação

Título da Revista

ISSN da Revista

Título de Volume

Editor

Universidade Estadual Paulista (Unesp)

Tipo

Dissertação de mestrado

Direito de acesso

Acesso abertoAcesso Aberto

Resumo

Resumo (português)

A proteína é um nutriente de elevado custo em rações para peixes, sendo importante a realização de pesquisas com o objetivo de avaliar fontes alternativas de proteína para reduzir o custo na alimentação. Para tal, é necessário caracterizar o produto quimicamente, bem como determinar o seu valor nutritivo. Este trabalho foi realizado com o objetivo de caracterizar quimicamente e avaliar o valor nutritivo da farinha de vísceras de avestruz na alimentação da tilápia-do-Nilo. Inicialmente, a farinha foi caracterizada quimicamente por meio das análises de matéria seca, energia bruta, proteína bruta, extrato etéreo, minerais (cálcio, fósforo), ácidos graxos e aminoácidos. Também foram avaliados os parâmetros de pH e acidez no 1º; 7º; 15º e 30º dia após a fabricação de farinha de vísceras, e realizado o teste de granulometria logo após sua fabricação. Os coeficientes de digestibilidade aparente da proteína, energia bruta, e fósforo da farinha para a tilápia-do-Nilo foram determinados pelo método modificado de Guelph, utilizando como indicador o óxido de cromo III (0,1%). A farinha de vísceras de avestruz é um alimento com elevado valor de energia e teores de proteína, minerais e ácidos graxos, além de possuir boa estabilidade oxidativa e microbiológica durante o armazenamento, com granulometria adequada para ser utilizada em rações para animais e boa fonte de energia e proteína para tilápia-do-Nilo

Resumo (inglês)

Protein is the most expensive nutrient in fish diet, and are important researches evaluating alternative sources to produce cost effectiveness diets. For this, it is necessary characterize its chemical composition and determine its nutritional value. This work was undertaken out to characterize chemically and evaluate the nutritive value of ostrich viscera meal for Nile tilapia. Initially, the viscera meal was chemically characterized in terms of dry matter, gross energy, crude protein, ether extract, minerals (calcium, phosphorus), fatty acids and amino acids. Data of pH and acidity were obtained from ostrich viscera meal at 1st, 7th, 15th and 30th days after manufacture, while the granulometry test was performed immediately after the manufacturing. The apparent digestibility of dry matter, protein, fat, calcium and phosphorus were obtained for Nile tilapia using the modified method of Guelph, using as an indicator chromium III oxide (0.1%). The production yield of ostrich viscera meal in relation to the fresh and dried viscera is 21.75%. The ostrich viscera meal has high amounts of energy, protein, minerals and fatty acids, and good oxidative and microbial stability during storage, with a particle size suitable to be used in animal feed and also good source of energy and protein for Nile tilapia

Descrição

Idioma

Português

Como citar

SALES, Priscila Julaina Pinsetta. Caracterização química da farinha de vísceras de avestruz e seu valor nutritivo para tilápia-do-Nilo. 2011. 48 f. Dissertação (mestrado) - Universidade Estadual Paulista, Instituto de Biociências, Letras e Ciências Exatas, 2011.