Fatores associados ao sedentarismo no lazer em idosos, Campinas, São Paulo, Brasil

Carregando...
Imagem de Miniatura

Data

2007-06-01

Título da Revista

ISSN da Revista

Título de Volume

Editor

Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca, Fundação Oswaldo Cruz

Resumo

O objetivo deste estudo foi conhecer a prevalência de sedentários no lazer (que referem não praticar nenhum exercício físico no lazer ao menos uma vez por semana) em idosos de Campinas, São Paulo, Brasil, segundo fatores demográficos e sócio-econômicos, outros comportamentos relacionados à saúde e à presença de morbidades. Trata-se de um estudo transversal, de base populacional, com amostragem em múltiplos estágios. A análise dos dados levou em conta o desenho amostral. A prevalência de sedentários foi 70,9%, sendo que as razões de prevalências foram significativamente maiores que um para os idosos de menor renda (1,31: 1,11-1,55), tabagistas (1,39: 1,23-1,57), com transtorno mental comum (1,20: 1,04-1,39) e do sexo feminino (1,16: 1,00-1,35). A prevalência de caminhada foi 23,5%, seguida por ginástica ou musculação (3,8%) e por natação ou hidroginástica (3,6%). Os resultados apontam para a necessidade do desenvolvimento de ações globais com respeito aos comportamentos relacionados à saúde. Atenção especial deve ser dada aos idosos do sexo feminino, àqueles com transtorno mental comum e aos de menor nível sócio-econômico a fim de garantir eqüidade em relação às práticas de promoção da saúde.
The objective of this study was to identify the prevalence of sedentary leisure time (no type of leisure-time exercise once a week or more) among the elderly in the city of Campinas, São Paulo State, Brazil, according to demographic and socioeconomic factors, other health-related behaviors, and the presence of morbidity. This was a population-based cross-sectional study with multiple-stage sampling. Data analysis considered the sample design. Prevalence of sedentary leisure time was 70.9%, and the prevalence ratio was significantly higher than 1.0 for the elderly with lower socioeconomic status (1.31: 1.11-1.55), smokers (1.39: 1.23-1.57), those with common mental disorders (1.20: 1.04-1.39), and females (1.16: 1.00-1.35). Prevalence of walking was 23.5%, followed by fitness or bodybuilding programs (3.8%), and swimming or water aerobics (3.6%). The results show the need to develop global action for health-related behaviors in order for this approach to succeed. Attention should focus on the elderly with common mental disorders and those with lower socioeconomic status to ensure equity in health promotion practices.

Descrição

Palavras-chave

Atividades de Lazer, Exercício, Idoso, Conduta de Saúde, Promoção da Saúde, Leisure Activities, Exercise, Aged, Health Behavior, Health Promotion

Como citar

Cadernos de Saúde Pública. Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca, Fundação Oswaldo Cruz, v. 23, n. 6, p. 1329-1338, 2007.