Redes sociais online e as novas formas de interação amorosa

Carregando...
Imagem de Miniatura

Data

2019-02-15

Orientador

Caramaschi, Sandro

Coorientador

Pós-graduação

Psicologia do Desenvolvimento e Aprendizagem - FC

Curso de graduação

Título da Revista

ISSN da Revista

Título de Volume

Editor

Universidade Estadual Paulista (Unesp)

Tipo

Dissertação de mestrado

Direito de acesso

Acesso abertoAcesso Aberto

Resumo

Resumo (português)

Os aplicativos de relacionamento se tornaram populares e pertencentes ao cotidiano dos indivíduos. Dentre eles, existem aqueles destinados exclusivamente aos desdobramentos amorosos. Apesar de serem utilizados amplamente, pouco se sabe cientificamente sobre seu uso e com isso, pretendeu-se a partir desse trabalho levantar dados a respeito de sua utilização para a seleção de parceiros. Diante disso, o objetivo dessa pesquisa foi verificar a dinâmica amorosa que ocorre por meio de tais aplicativos, as características sociais atribuídas aos seus usuários, quais são as vantagens e desvantagens apontadas pelos participantes em relação ao seu uso, se os usuários estão satisfeito com os desdobramentos, se possuem baixo ou alto conservadorismo sexual e autoestima e quais são as características que procuram em um parceiro considerado ideal para ficar e para casar. Para isso, realizou-se a comparação entre os participantes de ambos os sexos, a fim de verificar se existem diferenças estatisticamente significativas entre homens e mulheres. Para tanto, 210 universitários matriculados em diferentes cursos de uma mesma instituição de ensino participaram da pesquisa respondendo presencialmente a um questionário. Constataram-se diferenças significativas entre os sexos no que diz respeito ao número de pessoas por quem se sentem atraídos em seu círculo social e o número de encontros que concretizaram com os pretendentes virtuais, de modo que a amostra masculina superou numericamente a feminina. Foram descritas as características que os participantes atribuíram aos usuários dos aplicativos de relacionamento bem como vantagens e desvantagens acerca do seu uso. O nível de autoestima foi semelhante entre os sexos, no entanto, os homens no geral pontuaram mais no quesito liberalismo sexual, sendo mais irrestritos sexualmente e propensos a se envolverem em sexo casual a partir dos aplicativos de relacionamento do que as mulheres que se mostraram mais conservadoras. O liberalismo sexual masculino foi associado ao sentimento de vazio quando correlacionado às relações amorosas virtuais e as mulheres somente pontuaram mais do que os homens em relação ao liberalismo sexual no quesito envolvimento em relações homoafetivas. As características desejadas em um parceiro selecionado para ficar e em um para casar foram diferentes, o tempo de acesso aos aplicativos foi semelhante entre ambos os sexos e as mulheres consideraram que os homens criam mais expectativas em relação ao desenvolvimento de um namoro por meios virtuais do que eles mesmos. Por fim, constatou-se que as mais diversas formas de relacionamento podem ser produzidas pela internet, isto é, desde a formação de relações agradáveis ou não e casuais ou duradouras.

Resumo (inglês)

Relationship applications have become popular and pertaining to individuals' daily lives. Among them, there are those destined exclusively for the unfolding of love. Although widely used, little is known scientifically about its use and with that, it was intended from this work to collect data regarding its use for the selection of partners. Therefore, the objective of this research was to verify the amorous dynamic that occurs through such applications, the social characteristics attributed to its users, what are the advantages and disadvantages pointed out by the participants in relation to their use, if the users are satisfied with the unfolding, whether they have low or high sexual conservatism and self-esteem, and what are the characteristics they are looking for in a partner considered ideal for staying and getting married. For this, the comparison between the participants of both sexes was carried out in order to verify if there are statistically significant differences between men and women. For that, 210 university students enrolled in different courses of the same teaching institution participated in the research, responding face to face to a questionnaire. Significant differences were found between the sexes in terms of the number of people they are attracted to in their social circle and the number of encounters they made with virtual pretenders, so that the male sample surpassed the female numerically. The characteristics that the participants attributed to users of the relationship applications as well as advantages and disadvantages about their use were described. The level of self-esteem was similar between the sexes, however, men generally scored more on the question of sexual liberalism, being more sexually unrestrained and likely to engage in casual sex from dating applications than women who showed up more conservative. Male sexual liberalism was associated with the feeling of emptiness when correlated to virtual love relationships, and women only scored more than men in relation to sexual liberalism in relation to involvement in homosexual relationships. The characteristics desired in a selected partner to stay and in one to marry were different, the access time to the applications was similar between both sexes and the women considered that the men create more expectations in relation to the development of a dating through virtual means of the than themselves. Finally, it was verified that the most diverse forms of relationship can be produced by the internet, that is, from the formation of pleasant or non-casual and lasting relations.

Descrição

Idioma

Português

Como citar

Financiadores