Frequência e tipologia das disfluências: análise comparativa entre taquifêmicos e gagos

Carregando...
Imagem de Miniatura

Data

2013-08-01

Orientador

Coorientador

Pós-graduação

Curso de graduação

Título da Revista

ISSN da Revista

Título de Volume

Editor

CEFAC Saúde e Educação

Tipo

Artigo

Direito de acesso

Acesso abertoAcesso Aberto

Resumo

Resumo (inglês)

PURPOSE: to quantify and to compare the typology of disfluencies in the speech of adults who clutter and adults with developmental persistent stuttering. METHOD: participants of this investigation were 15 adults, divided in two groups: Group of Adults Who Clutter, composed by 5 individuals and Group of Adults Who Stutter, composed by 10 subjects. The procedures used were: Assessment of Fluency, Predictive Cluttering Inventory and Stuttering Severity Instrument. RESULTS: the data indicated that the groups differed regarding the occurrence of other disfluencies (p=0,021) and stuttering-like disfluencies (p<0,001). The analysis for the types of other disfluencies revealed that there was statistically significant difference for the interjections, revision and unfinished word. The Group of Adults Who Stutter showed statistically significant increase of all the types of stuttering-like disfluencies. CONCLUSION: the group of adults who clutter showed increase of the occurrence of the other disfluencies, whereas the group of adults who stutter showed increase in the occurrence of the stuttering-like disfluencies. The other disfluencies were variable in both groups and those who clutter show less types of stuttering-like disfluencies when compared to those who stutter.

Resumo (português)

OBJETIVO: quantificar e comparar as tipologias das disfluências da fala de adultos com taquifemia e adultos com gagueira desenvolvimental persistente. MÉTODO: participaram 15 adultos, divididos em dois grupos: Grupo de Pessoas com Taquifemia, composto por 5 adultos com taquifemia e Grupo de Pessoas com Gagueira, composto por 10 adultos com gagueira. Os procedimentos utilizados foram: avaliação da fluência, Inventário Preditivo de Taquifemia e Instrumento de Gravidade da Gagueira. RESULTADOS: os grupos apresentaram diferenças estatisticamente significantes para o total de disfluências comuns (p=0,021) e de disfluências gagas (p<0,001). Quanto à tipologia de disfluências comuns, interjeição, revisão e palavra não terminada apresentaram diferenças significantes. Todos os tipos de disfluencias gagas foram manifestados com maior ocorrência no grupo de gagueira, com diferença estatisticamente significante. CONCLUSÃO: o grupo de pessoas com taquifemia apresentou aumento da frequência de disfluencias comuns, enquanto que o grupo de pessoas com gagueira apresentou aumento na frequencia de disfluências gagas. As disfluências comuns foram variadas em ambos os grupos e taquifêmicos mostraram menos tipos de disfluências gagas em relação aos taquifêmicos.

Descrição

Idioma

Português

Como citar

Revista CEFAC. CEFAC Saúde e Educação, v. 15, n. 4, p. 857-863, 2013.

Itens relacionados

Financiadores