Letramento Digital em Saúde e o conhecimento e o comportamento para higienização das mãos de adolescentes brasileiros na pandemia COVID-19

Carregando...
Imagem de Miniatura

Data

2023-11-28

Título da Revista

ISSN da Revista

Título de Volume

Editor

Universidade Estadual Paulista (Unesp)

Resumo

Introdução: Durante a pandemia de COVID-19 (coronavirus disease), a internet e as mídias sociais tornaram-se uma importante fonte de informações relacionadas à saúde e a comportamentos de proteção para toda a população, sobretudo para os adolescentes. Apesar da grande importância do letramento digital em saúde (LDS) como uma competência essencial, ainda há evidências limitadas sobre a temática entre adolescentes brasileiros justificando a necessidade deste estudo. Objetivo: Descrever os fatores associados ao LDS e ao comportamento e conhecimento em relação à higienização das mãos de adolescentes brasileiros na pandemia de COVID-19. Método: Estudo multimétodo conduzido em três etapas (duas, na modalidade remota). Na primeira, efetuou-se uma revisão integrativa da literatura. Na segunda, entre abril de 2021 a junho 2021, realizou-se o processo de adaptação transcultural e validação de conteúdo e confiabilidade do Questionnaire on Handwashing Knowledge and Behavior(QHKB) no português do Brasil. A terceira etapa refere-se à realização de um estudo transversal e analítico conduzido entre abril e junho de 2021, incluindo 473 adolescentes brasileiros de 15 a 19 anos. O LDS foi analisado por meio do instrumento eHealth Literacy Scale (eHEALS); e o conhecimento e comportamento em relação à higienização das mãos, por meio do Questionnaire on Handwashing Knowledge and Behavior versão brasileira (QHKB-BR). Foram ajustados modelos de regressão linear múltipla com resposta normal para explicar as pontuações das escalas. Resultados e Discussões: Foram elaborados três manuscritos de acordo com os objetivos do estudo, conforme os padrões de formatação preconizados pelos periódicos selecionados. O primeiro capítulo de resultado iniciou-se com uma revisão integrativa sobre a produção científica do letramento em saúde (LS) de adolescentes na pandemia de COVID-19, sinalizando que o LS pode interferir na tomada de decisão dos adolescentes e que um baixo LS pode levar a decisões e ações de exposição física e mental dos adolescentes. O segundo capítulo indicou que a versão brasileira do QHKB-BR foi capaz de fornecer medidas válidas e confiáveis para avaliar o conhecimento e comportamento de adolescentes de 15 a 19 anos no tocante à higienização das mãos. Por fim, o terceiro capítulo descreve os fatores associados ao LDS e ao comportamento e conhecimento em relação à higienização das mãos de adolescentes brasileiros na pandemia de COVID-19, incluindo 473 adolescentes (66,4 % do sexo feminino), dos quais 369 (78,8%) residiam no Sudeste. O QHKB BR foi maior entre adolescentes com ensino médio finalizado comparados a adolescentes que cursam ensino superior, entre os que frequentam curso da área da saúde, entre quem busca informação sobre a pandemia e entre quem busca informações via artigos científicos. Maiores pontuações do eHEALS foram encontradas em adolescentes que não utilizavam máscaras quando praticavam esporte (p = 0,017). Houve associação entre LDS e o conhecimento (p = 0,000) e comportamento (p = 0,000) relacionados à higienização das mãos. Considerações Finais: O QHKB-BR fornece boas evidências para a validade e confiabilidade da avaliação do conhecimento e comportamento de adolescentes brasileiros de 15 a 19 anos em relação à higiene das mãos, podendo ser utilizado por profissionais de saúde. Existe associação entre LDS e o conhecimento (p = 0,000) e comportamento (p = 0,000) relacionados à higienização das mãos.
Introduction: During the COVID-19 (coronavirus disease) pandemic, the internet and social media became an important source of information on health and protection behaviors for all population, especially adolescents. Despite the great importance of digital literacy in health (DLH) as a central skill, there is still limited evidence on this topic among Brazilian adolescents, which justifies the need of this study. Objective: To describe factors associated with DLH and the behavior and knowledge regarding sanitizing the hands of Brazilian adolescents in the COVID-19 pandemic. Method: A multi-method study carried out in three stages (two of them, remotely). In the first stage, there was a systematic literature review. In the second stage, which occurred between April and June 2021, there was a process of transcultural adaptation, content validation, and reliability of the Brazilian version of the Questionnaire on Handwashing Knowledge and Behavior (QHKB). In the third stage there was a transversal, analytical study, which occurred between April and June 2021, including 473 Brazilian adolescents aged 15 to 19 years. DLH was analyzed with the eHealth Literacy Scale (eHEALS) instrument; the knowledge and behavior regarding hand sanitizing was analyzed via the Questionnaire on Handwashing Knowledge and Behavior, Brazilian version (QHKB-BR). Multiple linear regression models were set up with normal answer to explain the QHKB-BR and eHEALS scales. Results and Discussion: Three manuscripts were written according to the study aims and the formatting standards required by the selected protocols. The first results chapter started by an integrative review of the scientific production of literacy in health (LH) of adolescents during the COVID-19 pandemic. It suggested that LH may interfere in adolescents’ decisionmaking, and a low LH may lead to decisions and actions involving their physical and mental exposure. The second chapter suggests that the Brazilian version of QHKB-BR could provide valid and reliable measures to assess the knowledge and behavior of adolescents aged 15 to 19 years regarding hand sanitizing. To conclude, the third chapter describes the factors associated with DLH and the behavior and knowledge regarding sanitizing the hands of Brazilian adolescents in the COVID-19 pandemic, including 473 adolescents (66.4% females), of which 369 (78.8%) lived in the Southeast. QHKB-BR was higher among adolescents who finished high school compared to individuals who are going to university, among individuals attending a health course, among individuals searching information on the pandemic, and among individuals searching information in scientific articles. Higher eHEALS scores were found in teenagers who did not wear masks when they practiced sports (p = 0.017). There was an association between DLH, knowledge (p = 0.000) and behavior (p = 0.000) regarding hand sanitizing. Final Considerations: QHKB-BR provides good evidence for the validity and reliability of knowledge assessment and behavior of Brazilian adolescents aged 15 to 19 years regarding hand sanitizing. This instrument can be used by health professionals. There was an association between DLH, knowledge (p = 0.000) and behavior (p = 0.000) regarding hand sanitizing.

Descrição

Palavras-chave

Adolescente, Letramento em saúde, COVID-19 (Doença), Higienização das mãos, Pandemia, Higiene das Mãos, Lavagem das mãos

Como citar