Efeitos do manejo comportamental de incontinência fecal em adolescente

Carregando...
Imagem de Miniatura

Data

2012-01-01

Orientador

Coorientador

Pós-graduação

Curso de graduação

Título da Revista

ISSN da Revista

Título de Volume

Editor

Conselho Federal de Psicologia

Tipo

Artigo

Direito de acesso

Acesso abertoAcesso Aberto

Resumo

Resumo (português)

A incontinência fecal, também conhecida como encoprese, é um transtorno de evacuação que acarreta prejuízos ao desenvolvimento psicossocial e orgânico da criança e do adolescente, e que demanda atenção e cuidado de pais e profissionais de saúde. No amplo contexto de tratamento da encoprese, a psicoterapia constitui importante recurso, sendo a terapia comportamental apontada como uma das modalidades mais promissoras e eficazes para o tratamento dessa dificuldade de eliminação. Este artigo apresenta o estudo dos efeitos do manejo comportamental de quadro de incontinência fecal em um adolescente de 14 anos, atendido em clínica-escola de Psicologia do interior do Estado de São Paulo durante 14 meses. A partir do referencial teórico da análise do comportamento, foi desenvolvido, em contexto psicoterápico, um conjunto de estratégias comportamentais com o cliente, bem como orientações aos pais, visando à gradativa extinção encoprética. No decorrer desse processo, o cliente apresentou significativas aquisições comportamentais de uso regular do banheiro e adequado controle esfincteriano, monitoradas semanalmente, que possibilitaram a plena extinção das ocorrências de sujidade, sendo avaliado o efeito em follow-up realizado três meses após o encerramento dessa intervenção.

Resumo (espanhol)

La incontinencia fecal, también conocida como encopresis, es un trastorno de evacuación que acarrea perjuicios en el desarrollo psicosocial y orgánico de niños adolescentes, lo que demanda atención y cuidado de padres y profesionales de salud. En el amplio contexto de tratamiento de la encopresis, la psicoterapia se constituye como recurso importante, siendo la Terapia Conductual apuntada como una de las modalidades más promisoras y eficaces para tratamiento de esta dificultad de eliminación. Este artículo presenta el estudio de los efectos del manejo del comportamiento de cuadro de incontinencia fecal en un adolescente de 14 años, atendido en clínica escuela de Psicología del interior del estado de São Paulo durante 14 meses. A partir del referencial teórico del Análisis del Comportamiento, fue desarrollado en contexto psicoterápico un conjunto de estrategias de comportamiento con el cliente, así como orientaciones a los padres, visando a la gradual extinción encoprética. En el transcurso de este proceso, el cliente presentó significativas adquisiciones de comportamiento de uso regular del baño y adecuado control de esfínter, monitoreados semanalmente, que posibilitaron la plena extinción de las ocurrencias de suciedad, siendo evaluado el efecto en follow-up realizado tres meses después del cierre de esta intervención.

Resumo (inglês)

Fecal incontinence, also known as encopresis, is an evacuation disorder that causes losses in the organic and psychosocial development of children and adolescents, which requires attention and care from parents and health professionals. In the broad context of treatment of encopresis, psychotherapy is an important resource, and behavior therapy identified as one of the most promising and effective modalities for the treatment of difficult elimination. This article presents a study about the effects of behavioral management of fecal incontinence in an adolescent attended in school-clinical psychology in the state of São Paulo for 14 months. From the theoretical and technical tools of behavior analysis, behavioral strategies were developed in the context of psychotherapy with the client as well as guidance for the parents, seeking gradual extinction of encopresis. During this process, the client had significant behavioral acquisitions of regular use of the bathroom and proper toilet training, monitored weekly, which enabled the full dissolution of soiling, and the effect was evaluated in follow-up conducted three months after the end of this intervention.

Descrição

Idioma

Português

Como citar

Psicologia: Ciência e Profissão. Conselho Federal de Psicologia, v. 32, n. 3, p. 754-767, 2012.

Itens relacionados

Financiadores