Desempenho produtivo de vacas de quatro grupos genéticos submetidas a diferentes manejos alimentares desmamadas aos 42 ou 63 dias pós-parto

Imagem de Miniatura

Data

2004-06-01

Autores

Cerdótes, Liliane [UNESP]
Restle, João
Brondani, Ivan Luiz
Osmari, Elisa Kohler
Soccal, Diogo Carvalho
Santos, Maurício Fernandes dos

Título da Revista

ISSN da Revista

Título de Volume

Editor

Sociedade Brasileira de Zootecnia

Resumo

O objetivo deste trabalho foi avaliar o desempenho produtivo de vacas de corte, das raças Charolês (C), Nelore (N), mestiças CN e NC, mantidas em pastagem nativa, suplementadas com farelo de arroz e desmamadas aos 42 ou 63 dias pós-parto, ou não suplementadas e desmamadas aos 63 dias. A idade das vacas variou de 3 a 12 anos, sendo agrupadas em quatro classes, primíparas, jovens, adultas e velhas. O ganho de peso médio diário (GMD) do parto aos 63 dias pós-parto foi maior para as vacas suplementadas. Vacas desmamadas aos 42 dias apresentaram maior diferença de peso (61,5 kg), do parto ao diagnóstico de gestação, em relação às não suplementadas (45,7 kg), não diferindo das suplementadas desmamadas aos 63 dias (57,8 kg). do final do período de acasalamento ao diagnóstico de gestação as mestiças CN apresentaram maior GMD (860 g), em relação às C (552 g) e N (648 g), não diferindo das mestiças NC (670 g). Vacas N foram mais leves em relação aos demais grupos genéticos, em todos os períodos. Vacas primíparas e velhas perderam peso, enquanto as jovens e adultas apresentaram leve ganho de peso do parto ao desmame. Vacas suplementadas desmamadas aos 42 dias apresentaram menor intervalo de partos (IP), em relação as desmamadas aos 63 dias (367 contra 384 dias), no entanto, não diferiram quanto à percentagem de parição, respectivamente, 72,0 e 72,2%. Nas vacas desmamadas aos 63 dias, a suplementação não alterou o IP, mas resultou em aumento significativo na taxa de reprodução (72,2 contra 53,7%). Vacas adultas e velhas que desmamaram aos 42 dias apresentaram IP inferior a um ano, 356 e 353 dias, respectivamente, apresentaram maiores peso e condição corporal, por ocasião do diagnóstico de gestação, e maior taxa de parição, respectivamente, 80,0 e 76,3%, contra 41,4 e 57,5% que o observado nas primíparas e jovens.
The objective of this experiment was to evaluate the performance of Charolais (C), Nellore (N), CN and NC crossbred cows, kept on native pasture, supplemented with rice bran and weaned at 42 or 63 days, or not supplemented and weaned of 63 days. Cow age ranged from 3 to 12 years and was classified into four groups, first calf, young, adult and old cows. Average daily weight gain (ADG) from calving to 63 days postpartum was higher for supplemented cows. Cows weaned at 42 days showed higher weight difference (61.5 kg) from calving to pregnancy diagnostic than the not supplemented cows (45.7 kg), and did not differ from the supplement cows weaned at 63 days (57.8 kg). From the end of the mating season to the pregnancy diagnostic the CN crossbred cows showed higher ADG (860 g) than the C (552 g) and N (648 g) and did not differ from the NC (670 g). Nellore cows were lighter than the other genetic groups at all periods evaluated. First calf and old cows lost weight, while young and adult cows showed light weight gain from calving to weaning. Supplemented cows weaned at 42 days showed lower calving interval (CI) than those weaned at 63 days (367 vs 384 days), however, did not differ in calving rate, respectively, 72.0 and 72.2%. For 63 days weaned cows, supplementation did not alter CI, but resulted in significant increase in calving rate (72.2 vs 53.7%). Adult and old cows weaned at 42 days showed shorter CI than one year, 356 and 353 days, respectively, displayed higher weight and body condition at gestation diagnostic and higher calving rate, respectively, 80.0 and 76.3 %, versus 41.4 and 57.5%, observed for first calf and young cows.

Descrição

Palavras-chave

Bos indicus, Bos taurus, cruzamento, desmame precoce, reprodução, Bos indicus, Bos taurus, crossbreeding, early weaning, reproduction

Como citar

Revista Brasileira de Zootecnia. Sociedade Brasileira de Zootecnia, v. 33, n. 3, p. 585-596, 2004.

Coleções