Efeito da triiodotironina (T3) no desenvolvimento embrionário das larvas de pintado (Pseudoplatystoma coruscans), piracanjuba (Brycon orbignyanus) e dourado (Salminus maxillosus)

Carregando...
Imagem de Miniatura

Data

2003

Autores

Landines Parra, Miguel Angel [UNESP]

Título da Revista

ISSN da Revista

Título de Volume

Editor

Universidade Estadual Paulista (Unesp)

Resumo

This study investigated the effect of triiodothyronine (T3) applied to pintado Pseudoplatystoma coruscans eggs on the embryo development and initial growth of larvae. The work was conducted at Centro Nacional de Pesquisa de Peixes Tropicais (CEPTA), Pirassununga, and at Faculdade de Ciências Agrárias e Veterinárias da Universidade Estadual Paulista, Jaboticabal, SP. Fertilized eggs were divided in 6 portions and immersed for 15 min in different solutions of T3, forming the treatments: T1-no hormone; T2-0.01 ppm; T3-0.05 ppm; T4-0.1 ppm; T5-0.5 ppm and T6-1 ppm. After immersion, eggs were washed and incubated in plastic boxes. For the morphological analysis, eggs were collected after fertilization and at each 30 min until hour 6, and following at each 2 h until the hatching. Larvae were sampled at each 12 h until hour 72 and at 24 h until hour 168, for the weight and length determination and yolk sac volume calculation. The results were subjected to ANOVA and means compared to Tukey test (5%). The results showed that triiodothyronine did not affect the embryo development in any concentration tested. Regarding growth, it was higher in weight since hour 120 and in length after hour 144 in larvae produced by eggs exposed to hormone, especially in doses 0.1; 0.5 and 1 ppm. At the last sampling (hour168) there were no differences in length. At the hatching, the volume of yolk sac was lower in larvae from eggs exposed to the highest concentrations (0.1; 0.5 and 1 ppm), but the difference became more evident only at hour 48, when the structure was seen for the last time. Concluding, triiodothyronine, in the doses and application method utilized, did not affect the embryo development of pintado but stimulated the initial growth of larvae besides to accelerate the yolk sac resorption
Este trabalho investigou o efeito da triiodotironina (T3) aplicada na água de hidratação dos ovos no desenvolvimento embrionário e no crescimento inicial das larvas de pintado Pseudoplatystoma coruscans. O estudo foi realizado no Centro Nacional de Pesquisa de Peixes Tropicais (CEPTA), Pirassununga, e na Faculdade de Ciências Agrárias e Veterinárias da Universidade Estadual Paulista, Jaboticabal, São Paulo. Foram utilizados ovos recém fertilizados de pintado, que foram divididos em seis alíquotas e hidratados em diferentes soluções de T3, constituindo os seguintes tratamentos: T1-sem hormônio; T2-0,01 ppm; T3-0,05 ppm; T4-0,1 ppm; T5-0,5 ppm e T6-1 ppm. Após 15 minutos, os ovos foram lavados e incubados em caixas plásticas com aeração e fluxo contínuo de água. Para a análise morfológica, os ovos foram coletados logo após a fertilização e a cada 30 minutos até a hora 6; posteriormente a cada 2 horas até a eclosão das larvas. Quanto às larvas, foram coletadas a cada 12 horas até a hora 72 e posteriormente a cada 24 horas até a hora 168, para medição de peso, comprimento e cálculo do volume do saco vitelino. Os resultados obtidos foram submetidos à análise de variância e as médias comparadas pelo teste de Tukey (5%). A análise foi feita no aplicativo SAS v.8. Os resultados mostraram que a triiodotironina não afetou o desenvolvimento embrionário, em nenhuma das concentrações utilizadas. Quanto ao crescimento, constatou-se que a partir de 120 horas, ele era maior em peso, e a partir de 144 horas em comprimento, nas larvas provenientes de ovos expostos ao hormônio, especialmente nas doses 0,1; 0,5 e 1 ppm. Porém, na última amostragem (168 horas) não houve diferenças no comprimento. Quanto ao volume do saco vitelino, observou-se, na eclosão (0 horas), volumes menores em larvas dos tratamentos em que os ovos foram expostos à concentrações mais altas...

Descrição

Palavras-chave

Peixe - Larva, Peixe - Crescimento, Dourado (Peixe), Triiodotironina, Hormonios, Desempenho, Hormones

Como citar

LANDINES PARRA, Miguel Angel. Efeito da triiodotironina (T3) no desenvolvimento embrionário das larvas de pintado (Pseudoplatystoma coruscans), piracanjuba (Brycon orbignyanus) e dourado (Salminus maxillosus). 2003. vii, 135 f. Tese (doutorado) - Universidade Estadual Paulista, Centro de Aquicultura, 2003.