Própolis no controle da mastite bovina bacteriana: uma ferramenta para a produção de leite orgânico

Carregando...
Imagem de Miniatura

Data

2021-11-30

Autores

do Nascimento, Gabriel Michelutti [UNESP]

Título da Revista

ISSN da Revista

Título de Volume

Editor

Universidade Estadual Paulista (Unesp)

Resumo

a mastite bovina é uma das principais causas de prejuízo econômico na indústria leiteira, portanto o controle e prevenção de microrganismos envolvidos nessa doença, principalmente Escherichia coli, Staphylococcus aureus e Streptococcus agalactiae, é essencial. Uma das principais etapas na prevenção dessa doença é o uso de produtos antissépticos antes e depois do processo de ordenha, a fim de evitar contaminação bacteriana no úbere do animal. Atualmente, o produto antisséptico mais utilizado na indústria leiteira é a base de iodo, e fazendas produtoras de leite orgânico, que precisam seguir uma série de regulações estritas, incluindo o uso de produtos naturais sempre que possível, são frequentemente forçadas a adotar antissépticos não-naturais, como os a base de iodo por falta de alternativas naturais. Dentre as diversas substâncias naturais existentes há a substância própolis, um composto natural produzido por abelhas que tem sido extensivamente estudado por suas várias propriedades, sendo uma delas de ação antimicrobiana. Uma outra substância natural bem estudada é a citronela, possuindo propriedades repelentes quando aplicada em forma de óleo, auxiliando na prevenção de contaminações por vetores biológicos. Portanto, um novo produto antisséptico natural a base de própolis e citronela foi avaliado quanto sua capacidade de reduzir bactérias totais in vivo e prevenir o desenvolvimento de mastite bovina, além de poder ser utilizado na indústria leiteira orgânica. Para isso, um total de 128 amostras foram analisadas em termos de crescimento bacteriano para Enterobacteriaceae e Staphylococcus spp. utilizando a técnica de plaqueamento em superfície, a redução da concentração bacteriana após a aplicação dos produtos foi comparada entre as duas soluções antissépticas avaliadas, sendo uma solução a base de iodo servindo como controle e uma solução a base de própolis e citronela como a alternativa natural. Os resultados obtidos mostraram uma eficácia similar entre os produtos à base de iodo e própolis em termos de redução bacteriana total, indicando uma grande eficiência antibacteriana contra as bactérias mais comumente associadas com a mastite bovina. Realizou-se ainda a análise molecular para a identificação de Streptococcus agalactiae, mais frequentemente associado com casos subclínicos de mastite bovina. Todas as amostras avaliadas testaram negativo para a presença desse agente, indicando que os animais provavelmente não estavam acometidos pela doença. A capacidade do antisséptico natural em reduzir satisfatoriamente a concentração bacteriana total indica um importante achado para a indústria orgânica, apontando um novo produto de eficácia semelhante ao iodo, ao mesmo tempo em que mantém uma formulação natural para uso nesse tipo de produção.
bovine mastitis is one of the main causes of economic damage in dairy farms, therefore the control and prevention of microorganisms involved in this disease, mainly Escherichia coli, Staphylococcus aureus and Streptococcus agalactiae, is essential. One of the most important steps for the prevention of the disease is the use of antiseptic products before and after the milking process, in order to avoid bacteria from infecting the uber of the animal. Currently, the most used antiseptic product in dairy farms is iodine-based, and organic dairy farms, which follow a number of strict regulations, including the use of natural products whenever possible, are often forced to adopt non-natural antiseptic products, such as iodine-based due to the lack of natural alternatives. Amongst the natural products available, there is the propolis, a natural compound produced by honeybees that has been extensively studied for its many properties, one of which is antimicrobial. Another well documented natural substance is citronella, possessing repellent proprieties when applied as an oil, aiding in the control of contamination via biological vectors. Therefore, a new natural propolis and citronella based antiseptic product was analyzed for its capacity in reducing bacteria in vivo in order to prevent the development of bovine mastitis, while being able to be utilized in organic dairy farms. A total of 128 samples were analyzed in terms of bacterial growth for Enterobacteriaceae and Staphylococcus spp. using the spread-plate technique, the reduction in the bacterial concentration after the application of the products was compared between two antiseptic solutions, an iodine-based solution as the control and a propolis-citronella based as the natural alternative. The results obtained showed a similar efficiency between the propolis and iodine products in terms of total bacterial reduction, indicating a great antimicrobial activity against bacteria most commonly associated with bovine mastitis. Molecular analysis was carried out for the identification of Streptococcus agalactiae, commonly associated with the subclinical form of bovine mastitis. All samples tested negative for the presence of this agent, suggesting that the animals were most likely not affected by the disease. The ability of the natural antiseptic in effectively reduce the total bacterial concentration indicates an important finding for the organic industry, pointing to a new product of similar efficiency to iodine, while maintaining a natural formulation for use in this type of production.

Descrição

Palavras-chave

Antisséptico, Citronela, Natural, Mastite, Microrganismos

Como citar