O movimento brasileiro de alfabetização - MOBRAL - e seu impacto na cidade de Campinas a partir da pesquisa em jornais (1977)

Carregando...
Imagem de Miniatura

Data

2023-06-02

Autores

Andrade, Julia Mourão Rossi de

Título da Revista

ISSN da Revista

Título de Volume

Editor

Universidade Estadual Paulista (Unesp)

Resumo

A pesquisa analisa como o Movimento Brasileiro de Alfabetização - MOBRAL foi colocado em prática no interior do Brasil e seus efeitos, tendo como foco a cidade de Campinas, interior do estado de São Paulo. A iniciativa do trabalho surgiu a partir da problemática do analfabetismo no Brasil e a dificuldade que é erradicá-lo, afinal, essa luta possui séculos de existência. Isso traz o questionamento do por que o MOBRAL, um movimento tão grande e importante, foi extinto. Sabemos que ele surgiu através de uma concepção tecnicista do regime militar, que tinha como prioridade a formação de mão-de-obra para o desenvolvimento socioeconômico. A pesquisa pretende responder às seguintes indagações: i) Seria o MOBRAL uma maneira de introduzir as concepções do regime militar através da educação? ii) Quais foram as formas de interferência dos militares nas práticas pedagógicas do MOBRAL? iii) Quais os efeitos dessas práticas na sociedade campineira? Para esclarecer esses questionamentos, foi apresentado um breve contexto histórico do Brasil na segunda metade do século XX em relação à alfabetização de jovens e adultos. Em seguida, partiu-se para uma análise da história local do MOBRAL em Campinas. Com isso, concluiu-se que o MOBRAL, foi um importante aparelho para engajar o desenvolvimento socioeconômico do país, atendendo os interesses do regime militar. O material didático e ações sociais, como a união ACISO e PRODAC, foram ajustados para atender o objetivo de ascensão social. O trabalho foi realizado por meio do método histórico, com utilização de fontes primárias (documentos e legislações), da imprensa (reportagens publicadas pelos jornais Diário do Povo, de Campinas, Correio Popular, de Campinas, e Folha de São Paulo durante a década de 1970) e de fontes secundárias disponíveis no arquivo histórico do Centro de Lógica, Epistemologia e História da Ciência da Unicamp.
The objective of this research is to study how the Brazilian Literacy Movement - MOBRAL was put into practice in the interior of Brazil and the consequences, focusing on the city of Campinas, in the interior of the state of São Paulo. The initiative for this work arose from the problems of illiteracy in Brazil and the difficulty of eradicating it, after all, this struggle has existed for centuries. This raises the question of why MOBRAL, such a large and important movement, was extinguished. We know that it emerged through a technical conception of the military regime, which had as a priority the training of labor for socioeconomic development. The research aims to answer the following questions: i) Was MOBRAL a way of introducing the concepts of the military regime through education? iii) What were the forms of interference by the military in MOBRAL's pedagogical practices? iv) What are the effects of these practices on Campinas society? To clarify these questions, a brief historical context of Brazil in the second half of 20th century in reference to youth and adult literacy was presented. Then, an analysis of the local history of MOBRAL in Campinas was carried out. With this, it was concluded that MOBRAL was an important device to engage the socioeconomic development of the country, serving the interests of the military regime. The didactic material and social movements, such as the ACISO and PRODAC union, were adjusted to meet the objective of social ascension. The work was made using the historical method, using primary sources (documents and legislation), the press (reports published by the newspapers Diário do Povo, from Campinas, Correio Popular, from Campinas, and Folha de São Paulo during the decades of 1970) and from secondary sources available in the historical archive of the Center for Logical, Epistemology and History of Science at Unicamp.

Descrição

Palavras-chave

MOBRAL, Alfabetização, Regime Militar, Campinas, Literacy, Military Regime

Como citar