Inclusão profissional e deficiência física: o uso da classificação internacional de funcionalidade, incapacidade e saúde (CIF) como recurso no ensino médio

Carregando...
Imagem de Miniatura

Data

2020-07-15

Autores

Assis, Eber Pinheiro de

Título da Revista

ISSN da Revista

Título de Volume

Editor

Universidade Estadual Paulista (Unesp)

Resumo

Esta dissertação, cujo título é “Inclusão Profissional e Deficiência Física: o uso da Classificação Internacional de Funcionalidade, Incapacidade e Saúde (CIF) como recurso no Ensino Médio”, apresenta os resultados da pesquisa desenvolvida no curso de mestrado vinculado ao programa de Pós-Graduação em Ensino e Processos Formativos. O estudo partiu da seguinte questão-problema: De que forma o reconhecimento da CIF pode auxiliar na Inclusão Profissional do jovem com deficiência física? E teve como hipótese inicial a ideia de que através da CIF, os alunos com deficiência física do Ensino Médio poderiam ser orientados de forma assertiva para a profissionalização. O objetivo central deste estudo foi investigar o reconhecimento da utilização da CIF nos alunos do Ensino Médio da rede pública da cidade de São José do Rio Preto que possuem alguma deficiência física, como auxílio na Inclusão Profissional. Dentro deste cenário, o referencial teórico adotado fundamentou os eixos temáticos centrais deste trabalho, que, a saber, buscou abordar a questão da aplicabilidade da CIF no contexto educacional dos alunos com deficiência física do Ensino Médio, com enfoque na orientação profissional. Por Deficiência Física (DF), entende-se que, consiste no comprometimento do aparelho locomotor, desencadeando limitação na funcionalidade dos movimentos do corpo. A partir desse entendimento, o uso da CIF, que é uma das classificações de referência da Organização Mundial da Saúde (OMS), torna-se fundamental no contexto ora pesquisado, uma vez que, possui critérios importantes para a Inclusão Social, pois enfatiza as possibilidades do ser humano, considerando todos os aspectos que envolvem a pessoa, e agrupa sistematicamente seus domínios, bem como, identifica os fatores que facilitam ou dificultam suas funções biopsicossociais. Para coletar todos os dados desta pesquisa, optou-se pela abordagem metodológica quali-quantitativa, com objetivos exploratórios e descritivos. No que tange aos procedimentos técnicos, a investigação compreendeu o caráter bibliográfico,documental e pesquisa de campo, com a utilização de instrumentos, tais como,entrevista e questionário. Foram identificados 16 alunos com deficiência física cursando o Ensino Médio no ano de 2019, dos quais, 8 participaram integralmente desta pesquisa. Com base nas informações colhidas no presente trabalho, contatou-se que os jovens pesquisados não conheciam a CIF, e não tinham sido classificados por um recurso biopsicossocial. Após terem recebido orientações a partir dessa classificação, os alunos pesquisados compreenderam como estava seu atual quadro funcional, de que maneira poderão favorecê-lo, e quais caminhos necessitam ser trilhados para possibilitar sua Inclusão Profissional. Sendo assim, a CIF pode ser indutora de políticas públicas inclusivas em diversos setores multidisciplinares, como no campo profissional e/ ou educacional.
This dissertation, whose title is “Professional Inclusion and Physical Disability: the use of the International Classification of Functionality, Disability and Health (ICF) as a resource in Secondary Education”, presents the results of the research developed in the master's course linked to the Post-Graduate Program Graduation in Teaching and Formative Processes. The study started from the following problem question: How can the recognition of the ICF help in the Professional Inclusion of young people with physical disabilities? And he had as an initial hypothesis the idea that through the ICF, students with physical disabilities in high school could be assertively oriented towards professionalization. The main objective of this study was to investigate the recognition of the use of ICF in public high school students in the city of São José do Rio Preto who have some physical disability, as an aid in Professional Inclusion. Within this scenario, the adopted theoretical framework founded the central thematic axes of this work, which, namely, sought to address the question of the applicability of the ICF in the educational context of students with physical disabilities in high school, with a focus on professional guidance. By Physical Disability (PD), it is understood that it consists of the impairment of the locomotor system, triggering limitations in the functionality of the body's movements. Based on this understanding, the use of the ICF, which is one of the reference classifications of the World Health Organization (WHO), becomes fundamental in the context now researched, since it has important criteria for Social Inclusion, as it emphasizes the possibilities of the human being, considering all aspects that involve the person, and systematically groups their domains, as well as, identifies the factors that facilitate or hinder their biopsychosocial functions. To collect all the data for this research, we opted for the qualitative and quantitative methodological approach with exploratory and descriptive objectives. With regard to technical procedures, the investigation included bibliographic, documentary and field research, using instruments such as interviews and questionnaires. Sixteen students with physical disabilities attending high school in 2019 were identified, of whom eight participated fully in this research. Based on the information collected in the present study, it was found that the young people surveyed did not know the ICF, and had not been classified by a biopsychosocial resource. After receiving guidance from this classification, the researched students understood how their current workforce was, how they could favor it, and what paths need to be taken to enable their Professional Inclusion. Thus, the ICF can induce inclusive public policies in several multidisciplinary sectors, such as in the professional and / or educational field.

Descrição

Palavras-chave

Classificação internacional de funcionalidade, Incapacidade e saúde (CIF), Deficiência física, Ensino médio, Inclusão profissional, International classification of functionality, Disability and health (ICF), Physical disability, High school, Professional inclusion

Como citar