Profissionais de educação de ONGs: uma nova categoria intelectual? Investigação sobre duas ONGs brasileiras

dc.contributor.advisorWhitaker, Dulce Consuelo Andreatta [UNESP]
dc.contributor.authorAlmeida, Cíntia Pereira Dozono de [UNESP]
dc.contributor.institutionUniversidade Estadual Paulista (Unesp)
dc.date.accessioned2014-06-11T19:31:32Z
dc.date.available2014-06-11T19:31:32Z
dc.date.issued2008-08-04
dc.description.abstractAs organizações não-governamentais explodem em número e influência no Brasil a partir da década de noventa do século XX, como conseqüência dos princípios neoliberais de desresponsabilização do Estado e sua configuração enquanto Estado Mínimo. Paralelamente a isso, o processo de redemocratização favorece o fortalecimento da sociedade civil e de seus intelectuais. Considerada a educação requisito indispensável à emancipação humana, opta-se por um olhar sobre duas ONGs brasileiras voltadas à educação neste início de século XXI. Através de pesquisa participante, os profissionais de educação das ONGs pesquisadas, EMCANTAR e Ação Educativa têm seu trabalho educativo conhecido a fundo e descrito em detalhes. As características de sua atuação, principais projetos, resultados, perspectivas, assim como questões de financiamento, relações com o Estado, dentre outros aspectos são estudados e analisados. Com o aporte teórico no conceito de intelectual de Gramsci, indaga-se: são os profissionais de educação das ONGs uma nova categoria intelectual? Privilegiada a visão dialética, possibilidades e problemas do trabalho desses profissionais são apontados. As contradições do real permitem encontrar nas ONGs, cuja origem está diretamente relacionada ao momento de recrudescimento do capitalismo financeiro e da diminuição estatal em investimentos sociais, caminhos para a promoção da democracia, da justiça social, da cidadania. Finaliza-se, porém, com a sustentação da dúvida. Problematizados aspectos como relações trabalhistas, se há encontros ou confrontos com a educação escolar, se são intelectuais orgânicos da transformação ou não, dentre outros, conclui-se com a reafirmação do novo: somente com a articulação das variáveis comunidade científica - tempo pode-se dar uma resposta definitiva à questão proposta.pt
dc.description.abstractFrom the nineties of the 20th century on, occurs in Brazil an explosion of nongovernmental organizations in number and influence, as a consequence of new liberalism principles of a non- responsible State and shaped at Minimum Standards. At the same time, the democratic force process supports the civil society and its intellectuals strengthen. Considered education as an indispensable require to human emancipation, two non-governmental organizations dedicated to the education cause are studied. Following the participative survey method, the educational work done by the educational professionals of the NGOs examined, EMCANTAR e Ação Educativa, it is deeply known and detailed described. Its characteristics, the main projects, results, perspectives, as well as financial problems, relationship with the State, and other aspects are studied and analyzed. The theoretical reference is the concept of organic intellectual of Gramsci. Based on it, it is asked: are the NGO educational professionals a new intellectual category? Through dialectic logic, possibilities and problems of these professionals’ work are pointed. The contradictions of the real let us find in the NGO, whose origin is directly concerned to the financial capitalism recrudescence moment and the state diminution in social investments, possibilities to the democracy, social justice and citizenship promotion. It is concluded with the doubt’s maintenance. After thinking about working relations, if there are harmony or confront with school’s education, if they are organic intellectuals of transformation or not, among others, the final conclusion it is to reaffirm the new: only the articulation of the two categories – scientific community and time - it can be given a definitive answer to the given question.en
dc.format.extent307 f.
dc.identifier.aleph000563163
dc.identifier.capes33004030079P2
dc.identifier.citationALMEIDA, Cíntia Pereira Dozono de. Profissionais de educação de ONGs: uma nova categoria intelectual? Investigação sobre duas ONGs brasileiras. 2008. 307 f. Tese (doutorado) - Universidade Estadual Paulista, Faculdade de Ciências e Letras de Araraquara, 2008.
dc.identifier.filealmeida_cpd_dr_arafcl.pdf
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/11449/101616
dc.language.isopor
dc.publisherUniversidade Estadual Paulista (Unesp)
dc.rights.accessRightsAcesso aberto
dc.sourceAleph
dc.subjectCulturapt
dc.subjectEducaçãopt
dc.subjectOrganizações não-governamentaispt
dc.subjectCulture and social changeen
dc.subjectFormal and Informal Educationen
dc.subjectNongovernmental organizationsen
dc.titleProfissionais de educação de ONGs: uma nova categoria intelectual? Investigação sobre duas ONGs brasileiraspt
dc.typeTese de doutorado
unesp.campusUniversidade Estadual Paulista (Unesp), Faculdade de Ciências e Letras, Araraquarapt
unesp.graduateProgramEducação Escolar - FCLARpt
unesp.knowledgeAreaEducação escolarpt

Arquivos

Pacote Original
Agora exibindo 1 - 1 de 1
Carregando...
Imagem de Miniatura
Nome:
almeida_cpd_dr_arafcl.pdf
Tamanho:
1.22 MB
Formato:
Adobe Portable Document Format