Avaliação das propriedades físicas e mecânicas de resina acrílica confeccionada por métodos inovadores de polimerização e submetida à termociclagem

Carregando...
Imagem de Miniatura

Data

2018-08-17

Autores

Penitente, Paulo Augusto [UNESP]

Título da Revista

ISSN da Revista

Título de Volume

Editor

Universidade Estadual Paulista (Unesp)

Resumo

Acrylic-based resin is the material of choice for making definitive and provisional prostheses and, in order to achieve its clinical success, it is important to know the most suitable polymerization process for this material. The aim of this study was to evaluate the influence of different polymerization methods on several physical and mechanical properties, before and after thermocycling, and on the degree of conversion (DC) of a heat-activated acrylic resin (HAAR). Ninety HAAR samples were divided into three groups: conventional polymerization (CP), dry-heat polymerization (DHP), and digital pneumatic polymerization (DPP). Color and microhardness tests (n=10) and flexural strength tests (n=20) were performed before and after 2000 cycles of thermocycling. The analysis of DC was performed by using Fourier transform infrared spectroscopy (n=4). Color alteration and DC data were submitted to one-way analysis of variance (ANOVA). Microhardness and flexural strength data were submitted to two-way repeated measures ANOVA. All results were submitted to the Tukey test (α =.05). The color alteration was statistically lower in the DHP group. The DPP group exhibited higher initial microhardness, with a statistically significant difference from other groups. There was no statistical difference between groups in regards to flexural strength. The CP and DPP groups had a higher DC. The proposed polymerization methods had divergent results for the different properties analyzed. However, these results were similar to those of conventional polymerization, which is a viable and adequate alternative
A resina acrílica de polimetilmetacrilato é o material mais usado para confecção de bases de próteses definitivas e provisórias e, para que se alcance o seu sucesso clínico, deve-se conhecer o processo de polimerização mais adequado para este material. O estudo teve o objetivo de avaliar a influência de diferentes métodos de polimerização sobre diferentes propriedades físico-mecânicas, antes e após a termociclagem, e sobre o grau de conversão de uma RA termopolimerizável (RAAT). Noventa amostras de RAAT foram divididas em 3 grupos: convencional (PCO), polimerização por calor a seco (PCS) e polimerização pneumática digital (PPD), sendo realizados ensaios de alteração de cor e microdureza (n=10) e resistência flexural (n=20). Os ensaios foram realizados inicialmente e após 2000 ciclos de termociclagem. A análise do grau de conversão foi realizada por meio de espectroscopia por Fourier transform infrared (n=4). Os dados de alteração de cor e grau de conversão foram submetidos à Análise de Variância (ANOVA) um fator e, os dados de microdureza e resistência flexural foram submetidos à ANOVA medidas repetidas dois fatores. Todos os dados foram submetidos ao teste de Tukey, com significância de 5%. A alteração de cor foi estatisticamente menor no grupo PCS. O grupo PPD mostrou maior microdureza inicial, com diferença estatística significativa dos demais grupos. Não houve diferença estatística entre grupos com relação à resistência flexural. Os grupos PCD e PCO tiveram maior grau de conversão. Os métodos de polimerização propostos tiveram resultados divergentes para as diferentes propriedades analisadas, mas foram próximos à polimerização convencional, sendo esta, ainda uma alternativa viável e de bons resultados

Descrição

Palavras-chave

Resinas acrílicas, Polimetil metacrilato, Dureza, Acrylic resins

Como citar

PENITENTE, Paulo Augusto. Avaliação das propriedades físicas e mecânicas de resina acrílica confeccionada por métodos inovadores de polimerização e submetida à termociclagem. 2018. 33 f. Trabalho de conclusão de curso (bacharelado - Odontologia) - Universidade Estadual Paulista Julio de Mesquita Filho, Faculdade de Odontologia de Araçatuba, 2018.