Herança da resistência ao complexo enfezamento em milho (Zea mays L.)

Carregando...
Imagem de Miniatura

Data

2008-06-23

Autores

Silveira, Flávio Trevizoli [UNESP]

Título da Revista

ISSN da Revista

Título de Volume

Editor

Universidade Estadual Paulista (Unesp)

Resumo

O complexo do enfezamento, que abrange os enfezamentos pálido (Spiroplasma kunkelli) e vermelho (Mayze bushy stunt phytoplasma) é causado por patógenos pertencentes à classe dos molicutes e transmitido pela cigarrinha Dalbulus maidis. Por ser o único hospedeiro dessa doença e do seu vetor e transmissor, têm-se observado elevados prejuízos em híbridos suscetíveis. O desenvolvimento de cultivares com resistência genética é a alternativa mais eficiente para o controle dessa doença. Para isso é necessário conhecer a herança da resistência para direcionar os métodos de seleção a serem empregados e os trabalhos de introdução da resistência em germoplasmas suscetíveis. Objetivando compreender a herança da resistência aos enfezamentos em milho, foram realizados trabalhos com linhagens de milho, mediande análise dialélica e médias de gerações. Para a análise dialélica foram utilizadas doze linhagens endogâmicas de milho, representada por quatro linhagens resistentes e oito linhagens suscetíveis, cruzando-se as resistentes com as suscetíveis em esquema de dialélico parcial. Para as análises de médias de gerações foram cruzadas três linhagens resistentes e quatro suscetíveis para a obtenção das gerações F1, F2, RCP1 e RCP2. Os trabalhos foram conduzidos em Jaboticabal (SP) e Guaíra (SP), avaliando, no estádio fenológico R3, a incidência de enfezamento. Efeitos significativos para CGC e CEC foram obtidos, indicando que, no controle do caráter enfezamentos, estão envolvidos tanto os efeitos aditivos como os de dominância. Análises de médias de gerações revelaram a presença de poucos genes envolvidos com o controle da resistência, com predominância de efeitos aditivos, o que permite a seleção de genótipos resistentes. As linhagens PH1894, PH1977 e PH1173-1 poderão ser utilizadas como fontes de resistência em futuras combinações híbridas.
The corn stunt complex, that embraces the pale corn stunt (Spiroplasma kunkelli) and red (Mayze bushy stunt phytoplasma) it is caused by patógenos belonging to the class of the molicutes and transmitted by the cicada Dalbulus maidis. For being the only host of that disease and of your vector and transmitter, high damages have been observing in hybrid susceptible. The development of you cultivate with genetic resistance it is the most efficient alternative for the control of that disease. For that it is necessary to know the inheritance of the resistance to address the selection methods they be her used and the works of introduction of the resistance in susceptible germoplasmas. Aiming at to understand the inheritance of the resistance to the corn stunt, works were accomplished with corn lineages, trough analysis dialélica and averages of generations. For the analysis dialélica twelve inbred lines of corn were used, represented by four resistant inbred lines and eight susceptible inbred lines, crossing the resistant ones with the susceptible ones in outline of partial dialélico. For the analyses of averages of generation three resistant inbred lines and four were crossed susceptible for the obtaining of the generations F1, F2, RCP1 and RCP2. The works were led in Jaboticabal (SP) and Guaíra (SP), evaluating, in the stadium fenológico R3, the corn stunt incidence. Significant effects for CGC and CEC were obtained, indicating that, in the control of the character corn stunt, they are involved as much the addictive effects as the one of dominance. Analyses of averages of generations revealed the presence of few genes involved with the control of the resistance, with predominance of addictive effects, what allows the selection of resistant genotypes. The inbred lines PH1894, PH1977 and PH1173-1 can be used as resistance sources in future hybrid combinations.

Descrição

Palavras-chave

Milho, Espiroplasma, Fitoplasma, Análise de gerações, Herdabilidade, Phytoplasma, Generation analysis, Heritability

Como citar

SILVEIRA, Flávio Trevizoli. Herança da resistência ao complexo enfezamento em milho (Zea mays L.). 2008. ix, 61 f. Tese (doutorado) - Universidade Estadual Paulista, Faculdade de Ciências Agrárias e Veterinárias, 2008.