A formação inicial do professor de línguas por meio do uso de recursos tecnológicos no ensino de língua inglesa para crianças: conflitos e contradições

Carregando...
Imagem de Miniatura

Data

2016-08-18

Autores

Schweikart, Juliana Freitag [UNESP]

Título da Revista

ISSN da Revista

Título de Volume

Editor

Universidade Estadual Paulista (Unesp)

Resumo

Ao atentar para uma formação de professores que prime acompanhar o desenvolvimento da sociedade e sua cultura somada ao advento da era digital, faz-se necessário um olhar crítico em direção aos cursos de licenciaturas em Letras, visando uma preparação para os desafios de planejar, refletir, agir e mudar, na intenção de proporcionar aos alunos a possibilidade de ampliar conhecimentos e ter igualdade de oportunidades para interagir na sociedade contemporânea por meio do uso de Tecnologias de Informação e Comunicação. Por essa razão o presente estudo objetivou investigar conflitos e contradições que podem emergir da Atividade Curso de Extensão para uso de ferramentas tecnológicas digitais em oficinas de Língua Inglesa para crianças oferecido a alunos de um curso de Letras de uma universidade pública estadual, bem como as possíveis contribuições dos conflitos e contradições à sua formação inicial. É uma pesquisa qualitativa de cunho etnográfico e para desenvolver a investigação foram utilizados diferentes instrumentos, como questionários semi-estruturados, encontros gravados em áudio, observação participante, diários reflexivos dos alunos participantes, notas de campo da professora pesquisadora, sessões de reflexão gravadas em áudio, e entrevista após o encerramento do curso de extensão. O referencial teórico deste trabalho baseia-se nos conceitos relacionados à formação de professores de línguas (GIMENEZ, 2013; GIMENEZ e FURTOSO, 2008; GATTI, 2010; SANTOS e JUSTINA, 2015, entre outros.), ao ensino de Língua Inglesa para crianças (CAMERON, 2001; SANTOS, 2009; ROCHA, 2009, 2010); TONELLI e CRISTÓVÃO, 2010, para citar alguns), ao uso de tecnologias (PRENSKI, 2001; GERVAI, 2004; MAYRINK e ALBUQUERUE-COSTA, 2013; MAYRINK, RODRIGUES e BINHOLO, 2013, entre outros) e nos preceitos da Teoria da Atividade (VYGOTSKY, 1998; LEONTIEV, 1981; ENGESTRÖM, 1987, 2010). Os resultados revelam que a experiência com o curso de extensão possibilitou que os professores em formação inicial e a professora formadora discutissem e refletissem sobre o uso de ferramenta tecnológicas para o ensino da língua inglesa para crianças. O processo de planejamento, reflexão, ação e mudança foram caracterizados pela existência de conflitos e contradições emergentes desse sistema de Atividade (curso de extensão) que apresentaram contribuições ao processo de formação inicial dos participantes. Dessa forma, é possível entender que os conflitos e contradições em um processo teórico-prático em contexto diferenciado de ensino proporcionou a busca por suas soluções e que nesse processo a reflexão e a possibilidade de ação para a mudança foram fundamentais.
While considering teacher education that aims to follow the society and cultural development together with the advent of the digital age, there is the need to critically analyze the Teacher Education Courses in order to help them to be prepared for the challenge of planning, thinking, acting and changing with the intention of providing young students the possibility to expand knowledge and to have equal opportunity to interact in contemporary society through the use of Information and Communication Technologies. For this reason this study aims to investigate conflicts and contradictions of future English teachers that may emerge from the Extension Course Activity for use of digital technology tools in English Language short course for children as well as possible contributions of the conflict and contradictions founded to their education as teachers. This is a qualitative study and in order to develop this investigation different tools have been used such as questionnaires, recorded meetings, researcher teacher field notes, recorded reflexive sessions, interview. The theoretical framework of this research is based on language teacher education (GIMENEZ, 2013; GIMENEZ e FURTOSO, 2008; GATTI, 2010; SANTOS e JUSTINA, 2015, among others.), English Language to children (CAMERON, 2001; SANTOS, 2009; ROCHA, 2009, 2010; TONELLI e CRISTÓVÃO, 2010, to mention a few.), the use of technologies (PRENSKI, 2001; GERVAI, 2004; MAYRINK e ALBUQUERUE-COSTA, 2013; MAYRINK, RODRIGUES e BINHOLO, 2013, among others.) and also the Activity Theory (VYGOTSKY, 1998; LEONTIEV, 1981; ENGESTRÖM, 1987, 2010). The results indicate that the experience with the Extension Course enabled teachers in initial education and teacher educator to discuss and reflect on the use of technologcal tools in teaching English to children. The process of planning, reflection, action and change were characterized by the existence of conflicts and contradictions that emerged of this Activity system (Extension Course) and these seem to contribute to the process of initial education of participants. Thus, it is possible to understand that conflicts and contradictions in a theoretical and practical process in different educational context provide the engagement in finding solutions and in this process the reflection and the possibility of action to change were very important.

Descrição

Palavras-chave

Tecnologias de Informação e Comunicação, Formação de professores de línguas estrangeiras, Teoria da Atividade, Information and Communication Technologies, Teacher education, Activity theory

Como citar