Professores e Síndrome de Burnout: percepção a partir da gestão escolar, organização escolar e suporte laboral

dc.contributor.advisorCalais, Sandra Leal [UNESP]
dc.contributor.authorCoqueiro, Paulo Henrique da Silva
dc.contributor.institutionUniversidade Estadual Paulista (Unesp)
dc.date.accessioned2021-07-19T23:41:30Z
dc.date.available2021-07-19T23:41:30Z
dc.date.issued2021-05-31
dc.description.abstractAs transformações derivadas do contexto social, político e econômico têm influenciado no papel e nas funções desempenhadas pelo professor, impactando na forma e frequência em como essas novas demandas são sanadas, muitas vezes excedendo as condições saudáveis. O modo como a gestão escolar lida com a organização do trabalho e com as mudanças das práticas docentes pode ser determinante para a manutenção da saúde do professor. O presente estudo objetivou verificar em que medida a percepção dos docentes da rede pública municipal de uma cidade de porte médio do interior do estado de São Paulo em relação à gestão escolar, organização do trabalho e suporte laboral, associam-se à síndrome de Burnout. Participaram 54 professores do ensino fundamental, de qualquer sexo e faixa etária. Utilizou-se o questionário sociodemográfico, a Sistemática de Avaliação da Gestão Escolar adaptada, Escala de Custo Humano no Trabalho, Escala de Suporte Laboral e Escala Brasileira de Burnout. A idade média dos participantes foi de 46 anos, sendo 41,5% casados com média de 1,2 filhos por família, 79,2% possuíam pós-graduação, 77% praticavam atividade de lazer, 90% tinham alguma crença, 56,6% apresentavam algum tipo de adoecimento e estavam na profissão em média há 18,2 anos. As análises mostraram correlações com magnitudes baixas entre os instrumentos: 1) Escala de Suporte Laboral e Escala Brasileira de Burnout; 2) Escala Brasileira de Burnout e Sistemática de Avaliação da Gestão Escolar e correlações com magnitudes baixas entre a Escala Brasileira de Burnout e Escala de Custo Humano no Trabalho. Os resultados indicaram que, ainda que não tenha ficado evidente as correlações entre os instrumentos, há potencial risco de adoecimento dos professores mediante o grande custo humano exigido para o exercício laboral. Portanto, é de interesse que futuros estudos com esta temática investiguem os fatores que têm contribuído em alguma medida para o excesso de dispêndio humano no trabalho.pt
dc.description.abstractThe transformations derived from the social, political and economic context have influenced the role and functions performed by the teacher, impacting the way and frequency in which these new demands are met, often exceeding healthy conditions. The way in which school management deals with the organization of work and changes in teaching practices can be a determining factor in maintaining teachers' health. The present study aimed to verify to what extent the perception of municipal public-school teachers in a medium-sized city in the interior of the state of São Paulo in relation to school management, work organization and labor support are associated with Burnout syndrome. 54 elementary school teachers of any gender and age group participated. The sociodemographic questionnaire, the Adapted School Management Assessment System, the Human Cost at Work Scale, the Labor Support Scale and the Brazilian Burnout Scale were used. The average age of the participants was 46 years old, 41.5% were married with an average of 1.2 children per family, 79.2% had a postgraduate degree, 77% practiced leisure activities, 90% had some belief, 56, 6% have some kind of illness and have been in the profession for an average of 18.2 years. The analyzes showed correlations with low magnitudes between the instruments: 1) Labor Support Scale and Brazilian Burnout Scale; 2) Brazilian Scale of Burnout and Systematic Assessment of School Management and correlations with low magnitudes between the Brazilian Scale of Burnout and the Scale of Human Cost at Work. The results indicated that, although the correlations between the instruments were not evident, there is a potential risk of the teachers becoming ill due to the great human cost required for the labor exercise. Therefore, it is interesting that future studies on this topic investigate the factors that have contributed to some extent to the excess of human expenditure at work.en
dc.description.sponsorshipCoordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES)
dc.description.sponsorshipIdCódigo de financiamento 001.
dc.identifier.capes33004056085P0
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/11449/213483
dc.language.isopor
dc.publisherUniversidade Estadual Paulista (Unesp)
dc.rights.accessRightsAcesso aberto
dc.subjectSíndrome de Burnoutpt
dc.subjectGestão escolarpt
dc.subjectOrganização escolarpt
dc.subjectSuporte laboralpt
dc.subjectProfessorespt
dc.subjectSchool managementen
dc.subjectSchool organizationen
dc.subjectTechnical supporten
dc.subjectBurnout syndromeen
dc.subjectTeachersen
dc.titleProfessores e Síndrome de Burnout: percepção a partir da gestão escolar, organização escolar e suporte laboralpt
dc.title.alternativeTeachers and Burnout Syndrome: perception from school management, school organization and work support.en
dc.typeDissertação de mestrado
unesp.campusUniversidade Estadual Paulista (Unesp), Faculdade de Ciências, Baurupt
unesp.embargo12 meses após a data da defesapt
unesp.examinationboard.typeBanca restritapt
unesp.graduateProgramPsicologia do Desenvolvimento e Aprendizagem - FCpt
unesp.knowledgeAreaDesenvolvimento e aprendizagempt
unesp.researchAreaDesenvolvimento: Comportamento e Saúdept

Arquivos

Pacote Original
Agora exibindo 1 - 2 de 2
Carregando...
Imagem de Miniatura
Nome:
coqueiro_phs_me_bauru_par.pdf
Tamanho:
562.36 KB
Formato:
Adobe Portable Document Format
Descrição:
Carregando...
Imagem de Miniatura
Nome:
coqueiro_phs_me_bauru_int.pdf
Tamanho:
816.43 KB
Formato:
Adobe Portable Document Format
Descrição:
Licença do Pacote
Agora exibindo 1 - 1 de 1
Nenhuma Miniatura disponível
Nome:
license.txt
Tamanho:
3.02 KB
Formato:
Item-specific license agreed upon to submission
Descrição: