A argumentação científica no estágio curricular supervisionado em química.

Carregando...
Imagem de Miniatura

Data

2020-02-21

Autores

Delucia, Juliana

Título da Revista

ISSN da Revista

Título de Volume

Editor

Universidade Estadual Paulista (Unesp)

Resumo

A aprendizagem de alunos de licenciatura é de fundamental importância no processo formativo desses futuros profissionais e o estágio curricular supervisionado é parte central nessa aprendizagem. O estágio curricular supervisionado foi introduzido nas disciplinas das licenciaturas a fim de propiciar aos licenciandos a vivência do cotidiano escolar, com a intenção de prepará-los melhor para seu futuro profissional. Durante as atividades de estágio da Licenciatura em Química, os licenciandos utilizam conceitos químicos na elaboração e aplicação de seus projetos de estágio e o fazem juntamente com os saberes docentes. Assim, o estágio se constitui na elaboração de concepções acerca da docência, bem como na reelaboração do conhecimento químico direcionado para a prática docente, o que possibilita uma formação profissional mais concreta. Uma importante habilidade relacionada às áreas científicas é a argumentação científica, pois é através dela que o conhecimento científico é validado, seja em sala de aula e em todas as instâncias da sociedade. Em nosso trabalho, buscamos saber se as reflexões proporcionadas pelas atividades do estágio da Licenciatura em Química de uma universidade pública paulista influenciam na habilidade de argumentação científica dos alunos, através da aplicação de questionário e gravações em vídeos das reuniões de estágio, análise dos projetos e de relatórios dos licenciandos. A pesquisa é de caráter qualitativo, assim, utilizamos a análise textual discursiva para a análise e categorização da mesma, além de utilizar em casos específicos o Padrão de Argumentação de Toulmin (2001), que é um padrão utilizado para categorizar estruturalmente a argumentação científica. Ademais, utilizamos como referencial teórico os trabalhos de James Wertsch (1998), em que as ferramentas culturais que nos são apresentadas, como o caso da argumentação científica, podem ser internalizadas do ponto de vista do domínio ou da apropriação dessas ferramentas. Nossos dados de concepções prévias mostram que a maioria dos alunos da licenciatura conhece os rudimentos da argumentação cientifica. Além disso, em alguns casos, os alunos utilizam corretamente da estrutura da argumentação científica (dado, justificativa e conclusão), porém não articulam o conhecimento químico associado. Os dados finais nos mostraram como as atividades da disciplina de estágio curricular supervisionado foram importantes para a mudança de domínio dos elementos de Toulmin (2001) da argumentação científica, além da mudança da percepção da importância da ferramenta cultural argumentação científica para o ensino de ciências e para a formação do cidadão crítico.
The learning of undergraduate students is of fundamental importance in the training process of these future professionals and the supervised curricular internship is a central part of this learning. The supervised internship was introduced in the disciplines of undergraduate courses in order to provide graduates with the experience of school daily, with the intention of preparing them better for their professional future. During the internship activities of the undergraduate degree in chemistry, undergraduates use chemical concepts in the elaboration and application of their internship projects, and do so together with the teaching knowledge. Thus, the internship is constituted in the elaboration of conceptions about teaching, as well as in the re-elaboration of the chemical knowledge directed to the teaching practice, what allows a more concrete professional formation. An important skill related to scientific areas is scientific argumentation, because it is through it that scientific knowledge is validated, whether in the classroom and in all instances of society. In our work, we seek to find out if the reflections provided by the activities of the degree in chemistry at a public university in São Paulo influence the ability of students to make scientific arguments, through the application of questionnaires and video recordings of internship meetings, project analysis and undergraduate reports. The research is of a qualitative character, therefore, we use discursive textual analysis to analyze and categorize it, in addition to using in specific cases Toulmin's Argumentation Pattern (2001), which is a pattern used to structurally categorize scientific argumentation. Furthermore, we use the works of James Wertsch (1998) as a theoretical reference, in which the cultural tools that are presented to us, such as the case of scientific argumentation, can be internalized from the point of view of the domain or the appropriation of these tools. Our data from previous conceptions show that the majority of undergraduate students know the rudiments of scientific argumentation. In addition, in some cases, students correctly use the structure of scientific argumentation (data, justification and conclusion), but do not articulate the associated chemical knowledge. The final data showed us how important the activities of the supervised curricular internship discipline were to change the domain of the elements of Toulmin (2001) of scientific argumentation, in addition to changing the perception of the importance of the cultural tool scientific argumentation for science teaching and for the formation of critical citizens.

Descrição

Palavras-chave

Estágio curricular supervisionado em química, Argumentação cientifica, Teoria da ação mediada, Supervised curricular internship in chemistry, Scientific argumentation, Mediation action theory

Como citar