A espermiogênese e a ultraestrutura dos espermatozóides de representantes de alguns gêneros incertae sedis em characidae, anteriormente alocados em tetragonopterinae(Teleostei: Characiformes) com ênfase em Moenkhausia, e suas aplicações filogenéticas

Carregando...
Imagem de Miniatura

Data

2010-02-26

Autores

Santana, Júlio César de Oliveira [UNESP]

Título da Revista

ISSN da Revista

Título de Volume

Editor

Universidade Estadual Paulista (Unesp)

Resumo

O gênero Moenkhausia é um dos mais especiosos em Characidae, com cerca de 65 espécies válidas, amplamente distribuídas nas bacias hidrográficas da América do Sul. Atualmente, este gênero é reconhecido como não monofilético e incertae sedis em Characidae. Os estudos taxonômicos e sistemáticos para o gênero são poucos e foram realizados com base em características morfológicas externa e interna e osteológicas. Sabe-se que as características reprodutivas podem conter sinais filogenéticos. Com o objetivo de contribuir para o entendimento das relações de parentesco do gênero Moenkhausia e outros tetragonopteríneos (sensu Géry, 1977), estudou-se o tipo de espermiogênese e os caracteres ultraestruturais dos espermatozóides de 21 espécies, sendo 17 pertencentes ao gênero Moenkhausia, e 1 espécie de Astyanax, Hasemania, Hemigrammus e Thayeria. Os dados obtidos das espécies de Moenkhausia foram comparados entre si e com a espécie-tipo, Moenkhausia xinguensis, na tentativa de se encontrar caracteres compartilhados que evidenciem uma maior relação destes. Além disso, os dados de M. xinguensis foram comparados com as espécies Hasemania nana, Hemigrammus bleheri, Thayeria boehlkei (este estudo), e Hemigrammus erythrozonus, Hyphessobrycon herbertaxelrodi, Tetratonopterus argenteus (dados da literatura) possivelmente relacionadas, de acordo com a literatura, com o intuito de identificar possíveis características compartilhadas entre os táxons estudados. Os espermatozóides das 21 espécies analisadas apresentam espermiogênese incompleta do tipo I. O processo de espermiogênese destas espécies apresenta variações com relação à rotação nuclear que permitem agrupar três grupos distintos dentro do gênero Moenkhausia: E1, o núcleo sofre uma rotação em relação ao eixo flagelar entre 70º e 80º e compreende as espécies M. chrysargyrea, M. collettii, M. comma...
The genus Moenkhausia is composed by 65 species and widely distributed in hydrographic basins of South America. Currenty, this genus cannot be recognized as a monophyletic unit. Taxonomic and phylogenetic studies that included the genus Moenkhausia are few and were realized based on morphological and osteological characters. Besides the traditional data, reproductive characters show potentially useful in the cladistics analysis. In attempt to contribute to knowledge of relationships of the genus Moenkhausia with others species of Tetragonopterinae (sensu Géry, 1977), the spermiogenesis and sperm ultrastructure from 17 species of Moenkhausia, 1 species of Astyanax, Hasemania, Hemigrammus, Thayeria (this study), and Hemigrammus erythrozonus, Hyphessobrycon herbertaxelrodi, Tetratonopterus argenteus (literature) were studied with the intention of diagnostic characters shared among them. Specimens were obtained from aquarious shop and mainly from zoological collections and were prepared and analyzed under Transmission Electron Microscopy. All species analyzed present spermiogenesis I with a variation on nuclear rotation. Based on nuclear rotation ranging the Moenkhausia species were grouped in three distinct patterns: E1, in which the nuclear rotation in relation to the flagellar axis is about 70º to 80º. This pattern is shared M. chrysargyrea, M. collettii, M. comma, M. cotinho, M. diktyota, M. doceana, M. cf. georgiae, M. latissima and M. sanctafilomenae. In the second pattern, herein termed E2, nuclear rotation is inferior to 50º. This pattern is subdivided in two subtypes E2-A and E2-B. In the subtype E2-A, as occurs in M. phaeonota and M. pyrophthalma, just after the accomplishment of the nuclear rotation, the nucleus slightly turns back and becomes strongly eccentric in relation to the flagellum. In subtype E2-B share by M. costae, M. grandisquamis, M. megalops, M. nigromarginata... (Complete abstract click electronic access below)

Descrição

Palavras-chave

Filogenia, Peixe - Genetica, Phylogeny

Como citar

SANTANA, Júlio César de Oliveira. A espermiogênese e a ultraestrutura dos espermatozóides de representantes de alguns gêneros incertae sedis em characidae, anteriormente alocados em tetragonopterinae(Teleostei: Characiformes) com ênfase em Moenkhausia, e suas aplicações filogenéticas. 2010. 69 f. Dissertação (mestrado) - Universidade Estadual Paulista, Instituto de Biociências de Botucatu, 2010.