Taxas de prenhez em vacas nelore, em pós-parto recente, tratadas com protocolos hormonais à base de progesterona associados ou não a remoção temporária de bezerros(RTB) e ou eCG

Carregando...
Imagem de Miniatura

Data

2006-08-11

Autores

Pinheiro, Vinícius Gonçalves [UNESP]

Título da Revista

ISSN da Revista

Título de Volume

Editor

Universidade Estadual Paulista (Unesp)

Resumo

Existem relatos na literatura que tanto a remoção temporária de bezerro (RTB) como a administração de eCG podem aumentar a eficiência (taxa e prenhez) de tratamentos hormonais com progesterona/progestágenos, em vacas em anestro pós-parto. No presente trabalho a associação de RTB e/ou a aplicação de eCG foram testadas simultaneamente em protocolos hormonais com progesterona, comumente utilizado para inseminação artificial em tempo fixo (IATF) de vacas no período pós-parto. Os protocolos hormonais foram testados em 3 propriedades, em vacas Nelore lactantes (40 a 80d pós-parto, n = 443), com escore de condição corporal de 2,5 a 3,0 (escala de 1 a 5). Em estágio aleatório do ciclo estral (D0), os animais do grupo PEPE (Progesterona-Estrógeno- Prostaglandina-Estrógeno) receberam dispositivo intravaginal contendo progesterona (1,0 g, DIB®, Sintex, Buenos Aires, Argentina) e 2,5 mg de benzoato de estradiol (BE, via IM, Estrogin®, Farmavet, São Paulo, Brazil). Oito dias mais tarde (D8) administrou-se PGF2 (150 μg de d-cloprostenol, via IM, Prolise®, ARSA S.R.L., Buenos Aires, Argentina), e o DIB foi removido. Vinte e quatro horas após a remoção do DIB, as vacas foram tratadas com BE (1,0 mg, IM) e 30 a 36 h mais tarde todos os animais receberam IATF, sem observação do cio. As vacas foram divididas ao acaso em 4 Grupos: PEPE, PEPE/RTB, PEPE/eCG e PEPE/RTB/eCG. No grupo PEPE/RTB, além do tratamento descrito acima (PEPE) os bezerros foram retirados das vacas por 54 – 60 h consecutivas (a partir da retirada do DIB até a IATF). No Grupo PEPE/eCG, os animais receberam o mesmo tratamento do grupo PEPE associado a uma aplicação de eCG (300 UI, via IM, Novormon®, Sintex, Buenos Aires, Argentina) no momento da administração da PGF2 (D8). No Grupo PEPE/RTB/eCG, os animais foram tratados de acordo com o protocolo PEPE/RTB associado a aplicação de eCG (300 UI) no D8...
Reports indicate that either TCR or eCG administration can increase the efficiency (pregnancy rate) of hormonal treatments with progestins during postpartum anestrus. This experiment evaluated effects of TCR and/or eCG administration in a protocol with progesterone that is frequently used for fixed-time artificial insemination (FTAI) in cows during postpartum anestrus. The protocols were tested at three farms in lactating Nelore cows (40 to 80 d postpartum, n = 443) with body condition scores from 2.5 to 3.0 (0- to 5- point scale). At random stage of the estrous cycle (D0), animals received a basic PEPE (Progesterone-Estrogen-Prostaglandin-Estrogen) protocol with insertion of an intravaginal device with progesterone (1.0 g, DIB®, Sintex, Buenos Aires, Argentina) and injection of 2.5 mg of estradiol benzoate (EB, i.m., Estrogin®, Farmavet, São Paulo, Brazil). Eight days later (D8) cows were treated with PGF2; (150 μg d-cloprostenol, i.m., Prolise®, ARSA S.R.L., Buenos Aires, Argentina), and DIB was removed. Twenty four hours after DIB removal, cows received EB (1.0 mg, i.m), and 30 to 36 h later all animals received FTAI, without estrus detection. Cows were allocated randomly to 4 Groups: PEPE, PEPE/TCR, PEPE/eCG and PEPE/TCR/eCG. In Group PEPE/TCR, calves were removed temporarily for 54 – 60 h (from DIB removal until FTAI). In Group PEPE/eCG, animals received PEPE treatment plus one dose of eCG (300 IU, i.m., Novormon®, Sintex, Buenos Aires, Argentina) following PGF2 administration (D8). In Group PEPE/TCR/eCG, animals were treated as in protocol PEPE/TCR plus eCG on D8. All animals were examined by ultrasonography (Aloka SSD 500, 7.5 MHZ probe) 10 days before and at the beginning... (Complete abstract click electronic access below)

Descrição

Palavras-chave

Estro, Bovino - Reprodução, Progesterona, Inseminação, Artificial insemination, Progesterone, Bovine

Como citar

PINHEIRO, Vinícius Gonçalves. Taxas de prenhez em vacas nelore, em pós-parto recente, tratadas com protocolos hormonais à base de progesterona associados ou não a remoção temporária de bezerros(RTB) e ou eCG. 2006. 62 f. Dissertação (mestrado) - Universidade Estadual Paulista, Instituto de Biociências de Botucatu, 2006.