Análise filogenética entre Citrus spp. e Guignardia spp

Carregando...
Imagem de Miniatura

Data

2012-02-27

Autores

Pereira, Fernanda Dias [UNESP]

Título da Revista

ISSN da Revista

Título de Volume

Editor

Universidade Estadual Paulista (Unesp)

Resumo

A citricultura brasileira representa um importante segmento econômico na pauta de produtos agrícolas, não só por seu expressivo valor de produção, como por sua importância na geração de empregos diretos e indiretos. No mundo, o Brasil destaca-se como maior produtor de citros, e exportador de suco concentrado de laranja. Entretanto, a citricultura ressente-se de problemas complexos, de natureza diversa, com particular destaque para o de ordem fitossanitária. Dentre esses problemas destaca-se a Mancha Preta dos Citros (MPC), causada pelo fungo Guignardia citricarpa. A doença deprecia os frutos para o mercado in natura e restringe a possibilidade de exportação. Além disso, provoca a queda prematura dos frutos e eleva o custo de produção devido à necessidade de controle. O presente trabalho teve o objetivo de estabelecer relações filogenéticas entre Citrus spp. e Guignardia spp., entender a origem evolutiva do patossistema Citrus – G. citricarpa, bem como avaliar a ocorrência de G. citricarpa como patógeno em momentos distintos na história evolutiva de Citrus. Os dados filogenéticos foram gerados utilizando-se marcadores moleculares do tipo AFLP e sequenciamento da região ITS1-5.8S-ITS2, em ambos os gêneros. As análises filogenéticas foram realizadas no programa PAUP* v.4.0b10. Os resultados das análises filogenéticas utilizando AFLP foram mais informativos que aqueles gerados com base no sequenciamento da região ITS1-5.8S-ITS2, tanto para Citrus quanto para Guignardia. As análises de AFLP permitem concluir que G. citricarpa e G. mangiferae, isoladas de C. medica, apresentam maior distância filogenética em relação aos isolados das outras espécies cítricas. A evolução do patossistema Citrus/Guignardia não pôde ser estabelecida, de forma geral, por meio da associação das filogenias...
The Brazilian citriculture represents an important economic sector in the agenda of agricultural products, not only for its impressive production value, for its importance in generating direct and indirect jobs. In the world, Brazil stands out as the largest citrus producer and exporter of concentrated orange juice. However, the citriculture suffers from complex problems of diverse nature, with particular emphasis on plant health. Among these problems highlight the Black Spot of Citrus (BSC), caused by the fungus Guignardia citricarpa. The disease depreciates the fruit for the fresh market and restricts the ability to export. Furthermore, causes the fall premature fruit and raises the cost of production due to need for control. This study aimed to establish phylogenetic relationships between Citrus and Guignardia, understanding the evolutionary origin of pathosystem Citrus - G. citricarpa, and to evaluate the occurrence of G. citricarpa pathogen at different period in evolutionary history of Citrus. The phylogenetic data were generate for both genera using AFLP molecular markers and ITS1-5.8S-ITS2 sequencing . Phylogenetic analysis were performed in the PAUP * v.4.0b10 program. The phylogenetic analysis using AFLP were more informative than ITS1-5.8S-ITS2 sequencing in both genera Citrus and Guignardia. The AFLP analysis conclude that G. citricarpa and G. mangiferae isolated from C. medica presents a larger phylogenetic distance if compared to the other citrus spp. strains. The evolution of the pathosystem Citrus/Guignardia could not be established, in general, through the association of phylogenies generated for Citrus spp. and Guignardia spp. except in the particular case of bo isolated from C. medica, which follow a pattern of associations in pathogen/endophyte

Descrição

Palavras-chave

Fungos fitopatogenicos, Fungus Guignardia citricarpa

Como citar

PEREIRA, Fernanda Dias. Análise filogenética entre Citrus spp. e Guignardia spp. 2012. ix, 72 f. Dissertação (mestrado) - Universidade Estadual Paulista, Faculdade de Ciências Agrárias e Veterinárias, 2012.