Fatores de risco na gagueira desenvolvimental familial e isolada

dc.contributor.authorOliveira, Cristiane Moço Canhetti de [UNESP]
dc.contributor.authorSouza, Heloisa Aparecida de
dc.contributor.authorSantos, Ana Claudia dos [UNESP]
dc.contributor.authorCunha, Denise [UNESP]
dc.contributor.authorGiacheti, Célia Maria [UNESP]
dc.contributor.institutionUniversidade Estadual Paulista (Unesp)
dc.date.accessioned2014-05-20T13:31:43Z
dc.date.available2014-05-20T13:31:43Z
dc.date.issued2011-04-01
dc.description.abstractOBJETIVO: investigar e comparar os achados dos fatores de risco para a cronicidade da gagueira em crianças com gagueira desenvolvimental familial e isolada. MÉTODOS: participaram 60 crianças de ambos os gêneros, divididas em dois grupos: GI - 30 crianças com gagueira desenvolvimental familial; GII - 30 crianças com gagueira desenvolvimental isolada. A coleta de dados foi realizada por meio do Protocolo de Risco para a Gagueira do Desenvolvimento - PRGD (Andrade, 2006), que considera os seguintes fatores de risco: idade, gênero, tipo de surgimento e tempo de duração das disfluências, tipologia das disfluências, fatores comunicativos e qualitativos associados, histórico mórbido pré, peri e pós natal, fatores estressantes que ocorreram próximo ao surgimento do distúrbio, histórico familial, reação pessoal, familiar e social e atitudes familiares. RESULTADOS: quando o grupo I (GI) foi comparado com o grupo II (GII), a única diferença estatisticamente significante foi com relação aos fatores estressantes que ocorreram próximo ao surgimento do distúrbio. CONCLUSÃO: os resultados confirmam a natureza complexa da gagueira, bem como a necessidade de se investigar os vários fatores considerados como de risco para o distúrbio, com intuito de melhorar a compreensão de suas possíveis etiologias.pt
dc.description.abstractPURPOSE: to investigate and compare the risk factors for stuttering between children with familial developmental stuttering and children with sporadic developmental stuttering. METHODS: 60 children of both genders with stuttering took part, divided in two groups: GI - 30 children with familial developmental stuttering; GII - 30 children with sporadic developmental stuttering. Data were gathered through the Protocol of Risk for the Developmental Stuttering - PRGD (Andrade, 2006), which considers the following factors: age; gender; manner of onset and time of duration for the disfluencies; typology of the disfluencies; associated communicative and qualitative factors; physical and emotional stress; family history concerning stuttering; personal, familiar and social reaction, and familiar attitudes. RESULTS: when Group I (GI) was compared to Group II (GII), the only statically difference was related to emotional stress that occurred near the onset of the disorder. CONCLUSION: the results confirm the complexity of stuttering, as well as the need for investigating the risk factors for this disorder in order to improve the understanding of its possible etiologies.en
dc.description.affiliationUniversidade Estadual Paulista Faculdade de Filosofia e Ciências Departamento de Fonoaudiologia
dc.description.affiliationUniversidade Estadual Paulista Faculdade de Filosofia e Ciências
dc.description.affiliationUnespUniversidade Estadual Paulista Faculdade de Filosofia e Ciências Departamento de Fonoaudiologia
dc.description.affiliationUnespUniversidade Estadual Paulista Faculdade de Filosofia e Ciências
dc.format.extent205-213
dc.identifierhttp://dx.doi.org/10.1590/S1516-18462010005000116
dc.identifier.citationRevista CEFAC. CEFAC Saúde e Educação, v. 13, n. 2, p. 205-213, 2011.
dc.identifier.doi10.1590/S1516-18462010005000116
dc.identifier.fileS1516-18462011000200003.pdf
dc.identifier.issn1516-1846
dc.identifier.lattes2331180822532901
dc.identifier.lattes0559483630250631
dc.identifier.orcid0000-0003-0321-5093
dc.identifier.scieloS1516-18462011000200003
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/11449/10802
dc.language.isopor
dc.publisherCEFAC Saúde e Educação
dc.relation.ispartofRevista CEFAC
dc.rights.accessRightsAcesso aberto
dc.sourceSciELO
dc.subjectGagueirapt
dc.subjectFatores de Riscopt
dc.subjectGenéticapt
dc.subjectFonoaudiologiapt
dc.subjectStutteringen
dc.subjectRisk Factorsen
dc.subjectGeneticsen
dc.subjectSpeech, Language and Hearing Sciencesen
dc.titleFatores de risco na gagueira desenvolvimental familial e isoladapt
dc.title.alternativeRisk factors in the familial and sporadic developmental stutteringen
dc.typeArtigo
unesp.author.lattes2331180822532901[5]
unesp.author.lattes0559483630250631[1]
unesp.author.orcid0000-0001-9691-4672[5]
unesp.author.orcid0000-0003-0321-5093[1]
unesp.campusUniversidade Estadual Paulista (Unesp), Faculdade de Filosofia e Ciências, Maríliapt

Arquivos

Pacote Original
Agora exibindo 1 - 1 de 1
Carregando...
Imagem de Miniatura
Nome:
S1516-18462011000200003.pdf
Tamanho:
227.83 KB
Formato:
Adobe Portable Document Format
Licença do Pacote
Agora exibindo 1 - 2 de 2
Nenhuma Miniatura disponível
Nome:
license.txt
Tamanho:
1.71 KB
Formato:
Item-specific license agreed upon to submission
Descrição:
Nenhuma Miniatura disponível
Nome:
license.txt
Tamanho:
1.71 KB
Formato:
Item-specific license agreed upon to submission
Descrição: