Substituição da Brachiaria decumbens pela Brachiaria brizantha cv. Marandu em sistema de plantio direto

Carregando...
Imagem de Miniatura

Data

2006-08-04

Orientador

Lima, Sérgio Lazaro de

Coorientador

Pós-graduação

Agronomia (Energia na Agricultura) - FCA

Curso de graduação

Título da Revista

ISSN da Revista

Título de Volume

Editor

Universidade Estadual Paulista (Unesp)

Tipo

Dissertação de mestrado

Direito de acesso

Acesso abertoAcesso Aberto

Resumo

Resumo (português)

O presente trabalho objetivou avaliar a produção da Brachiaria brizantha Stapf cv. Marandu semeada na palhada da Brachiaria decumbens. O experimento foi instalado em condição de campo, no ano agrícola 2005/06, na Fazenda Experimental Lageado da Faculdade de Ciências Agronômicas - Campus de Botucatu/UNESP. O delineamento experimental foi o de blocos casualizados, com cinco repetições. As parcelas foram implantadas com espaçamento único de 15 cm entre linhas. Os tratamentos aplicados foram: tratamento 1 (T1 - dessecou-se a B. decumbens e aplicou-se 6 Lha-1 de glifosato e 30 dias depois aplicou-se uma subdosagem com 2 Lha-1 e após 2 dias efetuo-se a semeadura da B. brizantha, com 20 kgha-1 de semente), tratamento 2 (T2 - aplicou-se 6 Lha-1 de glifosato e imediatamente fez-se a semeadura da B. brizantha, com 20 kgha-1 de semente), tratamento 3 (T3 - fez-se a semeadura da B. brizantha, com 20 kgha-1 de semente e imediatamente aplica-se 6 Lha-1 de glifosato), e tratamento 4 (T4 - aplicou-se 6 Lha-1 de glifosato e após 2 dias fez-se a semeadura da B. brizantha com 20 kgha-1 de semente). Foram avaliados a cobertura morta proporcionada pela B. decumbens sobre o solo e o percentual de cobertura verde da Brachiaria brizantha, bem como sua matéria verde e seca, aos 30, 50 e 70 dias após semeadura (DAS). A quantidade de matéria morta cobrindo o solo aos 30, 50 e 70 dias após a semeadura (DAS), da Brachiaria brizantha, apresentou resultados negativos para a germinação, emergência, produção de massa verde e seca e porcentagem de cobertura verde, da mesma, nos tratamentos T2, T3 e T4, e um melhor resultado para o T1. Desta forma, pode- 2 se concluir que o melhor manejo é dessecar a cultura antecessora 30 dias ou mais, antes da semeadura da nova cultura.

Resumo (inglês)

The present research aimed at to evaluate the production of Brachiaria brizantha Stapf cv. Marandu sowed in the palhada of the Brachiaria decumbens. The experiment was installed in field condition, in the agricultural year 2005/06, in Fazenda Experimental Lageado da Faculdade de Ciências Agronômicas - Campus de Botucatu / UNESP. The treatments were set as a complete randomized experiment, with five repetitions. The portions were implanted with only spacing of 15 cm among lines. The applied treatments were: treatment 1 (T1 - the B. decumbens was desiccated and it was applied 6 Lha-1 of glifosato and 30 days later a dosage was applied with 2 Lha-1 and after 2 days make her the sowing of B. brizantha, with 20 seed kgha-1), treatment 2 (T2 - 6 Lha-1 of glifosato was applied and immediately it was made the sowing of B. brizantha, with 20 seed kgha-1), treatment 3 (T3- it was made the sowing of B. brizantha, with 20 seed kgha-1 and immediately 6 Lha-1 of glifosato is applied), and treatment 4 (T4 - 6 Lha-1 of glifosato was applied and after 2 days it was made the sowing of B. brizantha with 20 seed kgha-1). They were appraised the proportionate covering for B. decumbens on the soil and the percentage of green covering of the B. brizantha, as well as his green and dry matter, to the 30, 50 and 70 days after sowing (DAS). The amount of dead matter covering the soil to the 30, 50 and 70 days after the sowing (DAS), of the Brachiaria brizantha, it presented negative results for the germination, emergency, production of green and dry mass and percentage of green covering, of the same, in the treatments T2, T3 and T4, and a better result for T1. This way, it can be 4 concluded that the best handling is to desiccate the culture predecessor 30 days or plus, before the sowing of the new culture.

Descrição

Idioma

Português

Como citar

CAMPIDELLI, Oscar. Substituição da Brachiaria decumbens pela Brachiaria brizantha cv. Marandu em sistema de plantio direto. 2006. v, 53 f. Dissertação (mestrado) - Universidade Estadual Paulista, Faculdade de Ciências Agronômicas, 2006.

Itens relacionados