Sensibilidade a herbicidas de acessos de aguapé coletados em reservatórios do Estado de São Paulo

Carregando...
Imagem de Miniatura

Data

2003-01-01

Orientador

Coorientador

Pós-graduação

Curso de graduação

Título da Revista

ISSN da Revista

Título de Volume

Editor

Sociedade Brasileira da Ciência das Plantas Daninhas

Tipo

Artigo

Direito de acesso

Acesso abertoAcesso Aberto

Resumo

Resumo (português)

Com o objetivo de avaliar o efeito de herbicidas em diferentes acessos de aguapé coletados em reservatórios de hidrelétricas do Estado de São Paulo, foi realizado um estudo no Núcleo de Pesquisas Avançadas em Matologia da FCA-UNESP, campus de Botucatu. A escolha das plantas geneticamente diferentes foi feita com base em estudos de variabilidade genética, nos quais se utilizou a técnica de RAPD. Avaliou-se o efeito dos herbicidas imazapyr nas doses de 62,5 e 125,0 g e.a. ha-1, glyphosate a 1.680 e 3.360 g e.a. ha-1 + 0,5% V/V de Extravon, diquat a 480 e 960 g i.a. ha-1 e 2,4-D a 670 e 1.340 g e.a. ha-1. Os seis acessos escolhidos foram colocados em caixas plásticas de 28,0 x 14,0 x 12,0 cm, contendo 4 litros de água. A aplicação dos produtos foi realizada com um simulador de pulverização pressurizado com ar comprimido, equipado com barra de aplicação com quatro bicos de jato plano Teejet 110.02 VS. A pressão constante de trabalho foi de 1,6 bar, e o consumo de calda, de 193 L ha-1. A velocidade de aplicação foi de 3,69 km h-1. Durante as aplicações, a temperatura do ar foi de 25 ºC e a umidade relativa de 73%. Foram realizadas avaliações visuais de controle aos 3, 5, 7, 11, 21 e 28 dias, nas quais 0 consistiu em nenhum controle e 100 em morte de plantas. Todos os herbicidas e doses testados proporcionaram controle eficiente das plantas de aguapé, e os seis acessos estudados responderam de forma semelhante.

Resumo (inglês)

A study was carried out at the Advanced Weed Science Research Nucleus , UNESP/Botucatu, to verify the effect of herbicides on different collected accesses of water hyacinth in hydroelectric reservoirs in São Paulo. The different genetic materials were chosen based on studies of genetic variability, using the RAPD technique. The herbicides and rates evaluated were imazapyr at 62.5 and 125.0g a.e. ha-1, glyphosate at 480 and 960 g a.e. ha-1, diquat at 1.680 and 3.360g a.i. ha + 5% V/V of Extravon and 2.4-D at 670 and 1.340g a.i. ha-1. Six chosen accesses were placed in a box of 28.0 x 14.0 x 12.0 cm containing 4 L water. Herbicide was applied by using a spray simulator pressurized with compressed air, with four ''Teejet'' 110.02 VS flat fan nozzles. The constant work pressure was 1.6 bars, and the solution volume, 193 L ha-1. Application speed was 3.69 km/h. During herbicide application, the air temperature was 25 ºC and the relative humidity, 73%. Visual control evaluations were carried out on the 3rd, 5th, 7th, 11th, 21th and 28th days after herbicide application. All the tested herbicides and rates provided an efficient control of water hyacinth plants, with the six accesses showing similar responses to the herbicide treatments.

Descrição

Idioma

Português

Como citar

Planta Daninha. Sociedade Brasileira da Ciência das Plantas Daninhas , v. 21, n. spe, p. 61-67, 2003.

Itens relacionados

Financiadores