#PROTESTO.DOC - Construção de narrativas e representações sociais em documentários na cultura de protesto

Carregando...
Imagem de Miniatura

Data

2020-03-20

Orientador

Bertolli Filho, Claúdio

Coorientador

Pós-graduação

Comunicação - FAAC

Curso de graduação

Título da Revista

ISSN da Revista

Título de Volume

Editor

Universidade Estadual Paulista (Unesp)

Tipo

Tese de doutorado

Direito de acesso

Acesso abertoAcesso Aberto

Resumo

Resumo (português)

Defende-se a tese de que o documentário se instaura como uma mídia alternativa que dá voz a diferentes atores sociais e constrói espaços de visibilidade e aprofundamento de causas, demandas e problemáticas do contemporâneo que são evidenciadas através dessa representação simbólica. Nessa instância de luta por poder, como se constroem identidades de resistências por meio da narrativa documental audiovisual? São analisadas as representações sociais nos documentários "Lute como uma menina" (2016), "Espero tua (re)volta" (2019) e "Acabou A Paz, Isto Aqui Vai Virar o Chile!" (2016), que ilustram as ocupações secundaristas contra a proposta de reforma do ensino paulista em 2015. Tais levantes possuem como características elementos de uma cultura de protesto semelhantes aos eventos de Junho de 2013 e característicos das insatisfações da sociedade em rede. Metologicamente se recorre à pesquisa bibliográfica e documental, à netnografia e análise fílmica, entrevista em profundidade e análise da percepções de tais obras junto à opinião pública.

Resumo (inglês)

It defends the thesis that the documentary establishes itself as an alternative media that gives voice to different social actors and builds spaces of visibility and deepening of the causes, demands and problems of the contemporary that are evidenced through this symbolic representation. In this instance of struggle for power, how are identities of resistances constructed through the audiovisual documentary narrative? Social representations are analyzed in the documentaries Lute como uma menina (2016), You turn (2019) and Acabou A Paz, Isto Aqui Vai Virar o Chile! (2016), which illustrate the secondary occupations against the proposed reform of São Paulo education in 2015. Such uprisings have elements of a protest culture similar to the events of June 2013 and characteristic of the dissatisfaction of the network society. Methodologically, bibliographic and documentary research, netnography and film analysis, in-depth interview and analysis of the perceptions of such works with public opinion are used.

Descrição

Idioma

Português

Como citar

Itens relacionados

Financiadores