Estudo ecológico e patológico de comunidades parasitárias infestando tilápia-do-Nilo criadas em tanques-rede

dc.contributor.advisorPilarski, Fabiana [UNESP]
dc.contributor.authorPala, Gabriela [UNESP]
dc.contributor.institutionUniversidade Estadual Paulista (Unesp)
dc.date.accessioned2016-08-16T13:05:01Z
dc.date.available2016-08-16T13:05:01Z
dc.date.issued2016-02-26
dc.description.abstractThis review describes how the parasite ecology, epidemiology and pathology enables the development of effective strategies for ictiossanitário control in the intensive fish creations. The Nile tilapia (Oreochromis niloticus) is one of the species most created in the world, with growth of 105% in seven years in Brazil, producing more than 700,000 tonnes per year, corresponding to 26% of the national aquaculture production. Due to the current aquaculture expansion, there was intensification of production, increasing animal stocking density, which predisposes to the appearance of parasitic and bacterial diseases. Parasites of fish cause significant losses in fish farming worldwide, causing often irreversible damage that facilitate the installation of opportunistic bacterial infections that lead the host to death. Tilapia can be parasitized by several species of ciliated protozoa, flagellate protozoa, myxosporean, Monogenoidea, various genres of digenetic and cestóideos, Acanthocephala, for various kinds of nematóideos and crustaceans. Therefore, there is the need to develop studies on parasite ecology area, accumulating new data to the control of fish diseases. Research in taxonomy area are important for the diagnosis of parasitic diseases, which are scarce in fish farming, as well as ecological descriptions, epidemiological, biological, pathological and parasite / host relationshipen
dc.description.abstractEsta revisão descreve como a ecologia parasitária, epidemiologia e a patologia permite a elaboração de estratégias efetivas de controle ictiossanitário dentro das criações intensivas de peixes. A tilápia-do-Nilo (Oreochromis niloticus) é uma das espécies mais criadas no mundo, com crescimento de 105% em sete anos no Brasil, produzindo mais de 700 mil toneladas por ano, correspondendo a 26% da produção aquícola nacional. Devido à expansão aquícola atual, houve a intensificação da produção, aumentando a densidade de estocagem dos animais, predispondo ao surgimento de doenças parasitárias e bacterianas. Os parasitos de peixes causam perdas significativas na piscicultura mundial, provocando lesões muitas vezes irreversíveis que facilitam a instalação de infecções bacterianas oportunistas que levam o hospedeiro à morte. As tilápias podem ser parasitadas por várias espécies de protozoários ciliados, protozoários flagelados, mixosporídeos, monogenóideos, diversos gêneros de digenéticos e de cestóideos, acantocéfalos, por vários gêneros de nematóideos e crustáceos. Portanto, surge a necessidade do desenvolvimento de estudos na área de ecologia parasitária, acumulando novos dados para o controle de doenças de peixes. Pesquisas na área de taxonomia são importantes para o diagnóstico de doenças parasitárias, que ainda são escassos na piscicultura, assim como, descrições ecológicas, epidemiológicas, biológicas, patológicas e na relação parasito/hospedeiropt
dc.format.extent90 f. : il.
dc.identifier.aleph000866913
dc.identifier.capes33004102049P7
dc.identifier.citationPALA, Gabriela. Estudo ecológico e patológico de comunidades parasitárias infestando tilápia-do-Nilo criadas em tanques-rede. 2016. 90 f. Dissertação (mestrado) - Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho, Centro de Aquicultura de Jaboticabal, 2016.
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/11449/143058
dc.language.isopor
dc.publisherUniversidade Estadual Paulista (Unesp)
dc.rights.accessRightsAcesso aberto
dc.sourceAleph
dc.subjectPeixept
dc.subjectPeixe - Criaçãopt
dc.subjectPeixe - Parasitopt
dc.subjectTilápia-do-Nilopt
dc.subjectPrevenção e controlept
dc.subjectFishespt
dc.titleEstudo ecológico e patológico de comunidades parasitárias infestando tilápia-do-Nilo criadas em tanques-redept
dc.typeDissertação de mestrado
unesp.campusUniversidade Estadual Paulista (Unesp), Faculdade de Ciências Agrárias e Veterinárias, Jaboticabalpt
unesp.graduateProgramAquicultura - FCAVpt
unesp.knowledgeAreaPatologia de organismos aquáticospt
unesp.researchAreaEctoparasitos de peixespt

Arquivos

Pacote Original
Agora exibindo 1 - 2 de 2
Carregando...
Imagem de Miniatura
Nome:
pala_g_me_jabo_par.pdf
Tamanho:
411.85 KB
Formato:
Adobe Portable Document Format
Descrição:
Carregando...
Imagem de Miniatura
Nome:
pala_g_me_jabo_int.pdf
Tamanho:
1.76 MB
Formato:
Adobe Portable Document Format
Descrição: