Resposta hemática de tilápias-do-nilo alimentadas com dietas suplementadas com colina e submetidas a estímulo por baixa temperatura

Carregando...
Imagem de Miniatura

Data

2010-08-01

Orientador

Coorientador

Pós-graduação

Curso de graduação

Título da Revista

ISSN da Revista

Título de Volume

Editor

Sociedade Brasileira de Zootecnia

Tipo

Artigo

Direito de acesso

Acesso abertoAcesso Aberto

Resumo

Resumo (português)

Esta pesquisa foi realizada com o objetivo de avaliar a resposta hemática de tilápias-do-nilo (Oreochromis niloticus) arraçoadas com dietas suplementadas com colina e submetidas a estímulo por baixa temperatura. O período experimental foi realizado em duas etapas: a primeira, de 109 dias, e a segunda, de 7 dias. Durante a primeira etapa, foram utilizados 192 alevinos com peso médio inicial de 4 g, distribuídos em 32 tanques-rede de 200 L instalados em aquários de mil litros. As rações foram formuladas de modo a apresentar 28,0% de proteína digestível e 3.100,0 kcal ED/kg e mesma concentração de aminoácidos. O delineamento experimental foi inteiramente casualizado com oito tratamentos e quatro repetições. As rações foram suplementadas com colina (cloreto de colina 60,0%), de modo a apresentar 100,0; 200,0; 400,0; 600,0; 800,0; 1.000,0 e 1.200,0 mg/kg de ração, e avaliadas em comparação a uma ração sem suplementação. Após o período de 109 dias, foram efetuadas as análises hematológicas dos peixes. Após as análises, os peixes foram transferidos para a sala de desafio e distribuídos em 24 aquários, onde foram mantidos a 17ºC durante sete dias. Após esse período, foram feitas as mesmas análises do período anterior ao desafio. A suplementação de colina não influenciou a eritropoiese ao estímulo pelo frio. A suplementação dietética de colina não interfere na síntese de eritrócitos e leucócitos e a temperatura de 17,0ºC determina linfopenia e neutrofilia.

Resumo (inglês)

The aim of this study was to evaluate the hematic response of Nile tilapia (Oreochromis niloticus) fed diets supplemented with choline and submitted to temperature stress. The experimental period was realized in two phases: the first, during 109 days, and the second, for seven days. During the first stage, 192 fingerlings with average initial weight of 4 g were distributed in 32 net cages (200 L) allocated in 1,000-L aquaria. The diets were formulated to present 28% of digestible protein and 3,100 kcal DE/kg and the same concentration of amino acids. It was used a complete random experimental design with eight treatments and four replicates. The diets were choline supplemented (60% choline chloride) in order to present 100.0; 200.0; 400.0; 600.0; 800.0; 1,000.0 and 1,200.0 mg/kg of diet and evaluated by comparing to a non-supplemented diet. After the 109-day period, the hematological analyses of the fish were performed. After these analyzes, fish were transferred to the challenge room, distributed in 24 aquaria, and kept at 17ºC during seven days. After this period, the same analyzes of the period previous to the challenge were done. Choline supplementation did not affected erythropoiesis to stimulus by the cold temperature. Dietary choline supplementation does not affect erythrocyte and leukocyte synthesis and the 17ºC temperature determines lymphopenia and neutrophilia.

Descrição

Idioma

Português

Como citar

Revista Brasileira de Zootecnia. Sociedade Brasileira de Zootecnia, v. 39, n. 8, p. 1619-1625, 2010.

Itens relacionados

Financiadores