Biodegradação de materiais poliméricos por fungos filamentosos

Carregando...
Imagem de Miniatura

Data

2011

Autores

Neves, Aline Abreu [UNESP]

Título da Revista

ISSN da Revista

Título de Volume

Editor

Universidade Estadual Paulista (Unesp)

Resumo

The use of polymeric materials has grown in recent years due to its high durability features, atoxicity, shaping versatility and environment resistance. However, while these features represent good advantages to several industry sectors, it results in one of the most serious environmental problems of contemporary society: the rising accumulation of these material, mainly due to the inadequate disposal of waste. Meanwhile, in order to minimize this problem, some mitigation techniques comes up (arises), among which the use of biodegradable polymers has been gaining attention. Because of their easily action of microorganisms, such material degrade more rapidly, becoming integrated to nature. Furthermore, due to the fact of biodegradation is a natural process, occurring through the action if micro-organisms in the environment itself, it is considered the “cleaner” alternative found so far to plastic components reincorporation in the nature. Among the micro-organisms capable of biodegradation process are the filamentous fungi. These micro-organisms have many advantages over the others, the major one being the capacity to produce a range of enzymes capable of degrading different materials. In this context, the present review made it possible to see the importance of this process as an agent of environmental preservation, suggest the use of blends to minimize the problems of cost and flexibility of biodegradable polymeric materials, as well as noting the lack of studies related to this subject nowadays
A utilização de materiais poliméricos vem crescendo potencialmente nos últimos anos devido à suas características de alta durabilidade, atoxicidade, versatilidade à moldagem e resistência no ambiente. Porém, ao passo que essas características representam grandes vantagens à vários setores da indústria, acarretam em um dos mais sérios problemas ambientais da sociedade contemporânea: o crescente acúmulo desses materiais, decorrente, principalmente, da disposição inadequada de seus resíduos. Entretanto, no sentido de minimizar esse problema surgem algumas técnicas mitigadoras, dentre as quais o uso de polímeros biodegradáveis vem ganhando destaque. Tais materiais, por sofrerem mais facilmente ação de micro-organismos, degradam mais rapidamente, se integrando a natureza. Além disso, pelo fato da biodegradação ser um processo natural, ocorrendo pela atuação de micro-organismos presentes no próprio meio, é considerada a alternativa mais “limpa” encontrada, até hoje, para a reincorporação dos componentes plásticos à natureza. Dentre os micro-organismos capazes de realizar o processo de biodegradação se encontram os fungos filamentosos. Esses micro-organismos possuem várias vantagens com relação aos demais, sendo a principal a capacidade de produzir uma ampla variedade de enzimas capazes de degradar diferentes materiais. Nesse contexto, foi possível constatar a importância desse processo como agente de preservação do meio, sugerir o uso de blendas para minimizar os problemas de custo e flexibilidade dos materiais poliméricos biodegradáveis, bem como constatar a escassez de estudos relacionados a esse tema atualmente

Descrição

Palavras-chave

Engenharia ambiental, Proteção ambiental, Polimeros, Biodegradação, Fungos filamentosos

Como citar

NEVES, Aline Abreu. Biodegradação de materiais poliméricos por fungos filamentosos. 2011. 1 CD-ROM. Trabalho de conclusão de curso (bacharelado - Engenharia Ambiental) - Universidade Estadual Paulista, Faculdade de Ciências e Tecnologia, 2011.