Colaboração família-escola na pandemia Covid-19: alfabeto móvel imantado como apoio a criança com deficiência física

Carregando...
Imagem de Miniatura

Data

2022-12-08

Autores

Rios, Elaine Cristina Caetano de Souza

Título da Revista

ISSN da Revista

Título de Volume

Editor

Universidade Estadual Paulista (Unesp)

Resumo

Caracterizada como uma pesquisa de abordagem qualitativa com características de pesquisa-ação colaborativa, este estudo envolve atividades de alfabetização, aplicadas em conjunto com a escola e a família de um aluno Público-Alvo da Educação Especial (PAEE) matriculado no 2º ano do Ensino Fundamental. O objetivo geral da pesquisa foi junto ao Plano de Ensino Individualizado (PEI), elaborar, implementar e avaliar um material didático para o aluno com artrogripose múltipla congênita (AMC), condição característica da deficiência física, aplicadas numa perspectiva colaborativa com a família em tempos de pandemia. Constituíram-se em objetivos específicos: a) levantar as necessidades educativas do aluno; b) analisar os tipos de PEI e formular um modelo com estratégias inclusivas visando o favorecimento do acesso ao currículo, especificamente no período de alfabetização, com apoio da família; c) elaborar, aplicar e analisar os efeitos de um produto educacional adaptado; d) avaliar a atuação colaborativa da família bem como o desenvolvimento do aluno no processo. Os procedimentos utilizados para coleta de dados constituíram-se em: Pesquisa documental para acesso ao prontuário da criança atendida pela Sala de Recursos Multifuncionais; aplicação de um questionário na professora de sala comum, juntamente com outro contendo sua identificação pessoal e profissional; aplicação de questionário inicial e final na mãe do aluno para validação social da pesquisa; aplicação de um protocolo de observação comportamental durante os encontros realizados duas vezes por semana via Google Meet com o aluno e sua mãe para realização das atividades utilizando o Alfabeto Móvel Imantado (AMI). Os resultados apontam que as estratégias propostas por meio da metodologia do ensino colaborativo contribuíram para o avanço educacional do aluno, que passou da fase silábica com valor no início da pesquisa para fase alfabética ao término da coleta de dados. O estudo evidenciou que a elaboração do material didático adaptado permitiu um maior acesso ao currículo, um melhor desempenho psicomotor e resultados significativos em relação ao desenvolvimento da leitura, escrita e autonomia. A pesquisa constatou ainda que há escassez de estudos na área de ensino voltada para o atendimento de alunos com artrogripose, e espera-se que a mesma, assim como o produto educacional, possa contribuir para descobertas futuras.
Characterized as a research with a qualitative approach with characteristics of collaborative action-research, this study involves literacy activities, applied together with the school and family of a Special Education Target-Public (PAEE) student enrolled in the 2nd year of Elementary School. The general objective of the research was, together with the Individualized Teaching Plan (PEI), to elaborate, implement and evaluate a didactic material for the student with arthrogryposis multiplex congenita (AMC), a characteristic condition of physical disability, applied in a collaborative perspective with the family in times of pandemic. The specific objectives were: a) to identify the educational needs of the student; b) analyze the types of Individualized Teaching Plan and formulate a model with inclusive strategies aimed at favoring access to the curriculum, specifically in the literacy period, with family support; c) elaborate, apply and analyze the effects of an adapted educational product; d) evaluate the family's collaborative performance as well as the student's development in the process. The procedures used for data collection consisted of: Documentary research to access the medical records of children assisted by the Multifunctional Resource Room; application of a questionnaire to the teacher in the common room, along with another one containing her personal and professional identification; initial and final questionnaire applied to the student's mother for social validation of the research; application of a behavioral observation protocol during the meetings held twice a week via Google Meet with the student and his mother to carry out the activities using the Alphabeto Móvel Imantado (AMI). The results indicate that the strategies proposed through the methodology of collaborative teaching contributed to the educational advancement of the student, who went from the syllabic phase with value at the beginning of the research to the alphabetic phase at the end of data collection. The study showed that the elaboration of adapted didactic material allowed greater access to the curriculum, better psychomotor performance and significant results in relation to the development of reading, writing and autonomy. The research also found that there is a shortage of studies in the teaching area focused on the care of students with arthrogryposis, and it is expected that this area, as well as the educational product, can contribute to future discoveries.

Descrição

Palavras-chave

Plano de Ensino Individualizado, Ensino colaborativo, Família, Artrogripose, Deficiência física, Individualized teaching plan, Collaborative teaching, Family, Arthrogryposis, Physical disability

Como citar