Desenvolvimento de uma prova de imunoadsorção enzimática para detecção de anticorpos contra Babesia bovis

dc.contributor.authorMadruga, Cláudio R.
dc.contributor.authorAraújo, Flábio R.
dc.contributor.authorMarques, Ana Paula C.
dc.contributor.authorCarvalho, Cristiano M.E.
dc.contributor.authorCusinato, Flávia Q.
dc.contributor.authorCrocci, Adalberto J. [UNESP]
dc.contributor.authorKessler, Raul H.
dc.contributor.authorMiguita, Midori
dc.contributor.institutionEmpresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (EMBRAPA)
dc.contributor.institutionUniversidade para o Desenvolvimento do Estado e da Região do Pantanal Centro de Ciências Biológicas, Agrárias e da Saúde
dc.contributor.institutionConselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico
dc.contributor.institutionUniversidade Estadual Paulista (Unesp)
dc.date.accessioned2014-05-20T15:11:01Z
dc.date.available2014-05-20T15:11:01Z
dc.date.issued2000-12-01
dc.description.abstractUma prova de imunoadsorção enzimática (ELISA) para detecção de anticorpos contra Babesia bovis foi desenvolvida e avaliada em comparação à imunofluorescência indireta (IFI). A sensibilidade e especificidade do ELISA, determinadas pela análise de 100 soros positivos de bovinos infectados experimentalmente com B. bovis e 108 soros negativos colhidos de bovinos livres de infecção por este hemoparasito, foram de 98,0% e 98,1%, respectivamente. Os valores preditivos positivo e negativo foram, respectivamente, 98,0% e 98,1% e a precisão do teste foi de 98,1%. Não foram detectadas reações cruzadas com 80 soros de bezerros experimentalmente inoculados com Babesia bigemina. O ELISA foi comparado à IFI usando 110 soros de rebanhos de área de estabilidade endêmica e 168 soros de rebanhos de áreas de instabilidade endêmica. em ambos os casos, houve concordância significativa (P=0,631 e 0,4725, respectivamente) entre os resultados demonstrados pelos dois testes. em um estudo epidemiológico realizado com o ELISA na região do Pantanal de Mato Grosso do Sul, com 1.365 soros de bovinos, 83,9% foram positivos para anticorpos contra B. bovis, caracterizando a região estudada como endemicamente estável.pt
dc.description.abstractAn enzyme-linked immunosorbent assay (ELISA) for antibodies to Babesia bovis was developed and evaluated in comparison with the indirect fluorescent antibody test (IFAT). The ELISA sensitivity and specificity, estimated with 100 positive sera from cattle experimentally infected with B. bovis and 108 negative sera collected from B. bovis-free herds, were 98.0% and 98.1%, respectively. Positive and negative predictive values were, respectively, 98.0% and 98.1%, and precision was 98.1%. No cross-reactions were detected with 80 sera from calves experimentally inoculated with Babesia bigemina. The ELISA was compared with IFAT using 110 cattle sera from an enzootically stable area and with 168 cattle sera from an enzootically unstable area. In both cases, there was a significant agreement between results of both tests (P=0.631 and 0.4725, respectively). In an epidemiological study performed with ELISA in the Pantanal region of the State of Mato Grosso do Sul with 1,365 cattle sera, 83.9% were positive for antibodies against B. bovis, characterizing this region as enzootically stable.en
dc.description.affiliationEmpresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (EMBRAPA) Gado de Corte
dc.description.affiliationUniversidade para o Desenvolvimento do Estado e da Região do Pantanal Centro de Ciências Biológicas, Agrárias e da Saúde
dc.description.affiliationConselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico
dc.description.affiliationUniversidade Estadual Paulista Instituto de Biociências Departamento de Bioestatística
dc.description.affiliationUnespUniversidade Estadual Paulista Instituto de Biociências Departamento de Bioestatística
dc.format.extent167-170
dc.identifierhttp://dx.doi.org/10.1590/S0100-736X2000000400007
dc.identifier.citationPesquisa Veterinária Brasileira. Colégio Brasileiro de Patologia Animal - CBPA, v. 20, n. 4, p. 167-170, 2000.
dc.identifier.doi10.1590/S0100-736X2000000400007
dc.identifier.fileS0100-736X2000000400007.pdf
dc.identifier.issn0100-736X
dc.identifier.scieloS0100-736X2000000400007
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/11449/27870
dc.language.isopor
dc.publisherColégio Brasileiro de Patologia Animal - CBPA
dc.relation.ispartofPesquisa Veterinária Brasileira
dc.relation.ispartofjcr0.385
dc.rights.accessRightsAcesso aberto
dc.sourceSciELO
dc.subjectBabesia bovispt
dc.subjectELISApt
dc.subjectimunofluorescência indiretapt
dc.subjectbovinopt
dc.subjectlevantamento sorológicopt
dc.subjectPantanalpt
dc.subjectMato Grosso do Sulpt
dc.subjectBrasilpt
dc.subjectBabesia bovisen
dc.subjectELISAen
dc.subjectindirect fluorescent antibody testen
dc.subjectcattleen
dc.subjectepidemiological surveyen
dc.subjectPantanalen
dc.subjectMato Grosso do Sulen
dc.subjectBrazilen
dc.titleDesenvolvimento de uma prova de imunoadsorção enzimática para detecção de anticorpos contra Babesia bovispt
dc.title.alternativeDevelopment of an enzyme-linked immunosorbent assay for the detection of antibodies against Babesia bovisen
dc.typeArtigo
unesp.campusUniversidade Estadual Paulista (Unesp), Instituto de Biociências, Botucatupt

Arquivos

Pacote Original
Agora exibindo 1 - 1 de 1
Carregando...
Imagem de Miniatura
Nome:
S0100-736X2000000400007.pdf
Tamanho:
26.43 KB
Formato:
Adobe Portable Document Format
Licença do Pacote
Agora exibindo 1 - 2 de 2
Nenhuma Miniatura disponível
Nome:
license.txt
Tamanho:
1.71 KB
Formato:
Item-specific license agreed upon to submission
Descrição:
Nenhuma Miniatura disponível
Nome:
license.txt
Tamanho:
1.71 KB
Formato:
Item-specific license agreed upon to submission
Descrição: