A trajetória de Anísio Teixeira entre 1935 e 1946: uma história contada pela sua correspondência com Monteiro Lobato e Fernando de Azevedo

Carregando...
Imagem de Miniatura

Data

2005-09-01

Autores

FONSECA, Sérgio César da [UNESP]

Título da Revista

ISSN da Revista

Título de Volume

Editor

Universidade Estadual Paulista (Unesp)

Resumo

O intuito do presente texto é destacar na trajetória de Anísio Teixeira ciclos que permitem observar momentos, idéias e fases de sua biografia. Para tanto, vale observar que a idéia de ciclos não se refere apenas a uma forma de delimitação biográfica da vida de Anísio, pois visa colocar em perspectiva o modo de constituição do pensamento e das posições desse educador. Desse modo, a sua correspondência com Fernando de Azevedo e Monteiro Lobato é tomada como produção que atravessa diferentes fases de sua trajetória, permitindo observar o quanto suas posturas e convicções se preservam ou são alteradas ao longo do tempo, em especial durante o período em que esteve afastado da vida publica entre 1936 e 1946.
The purpose of the present text is to emphasize in Anísio Teixeira’s career, cycles that permit to observe moments, ideas and phases of his biography. For that, it is valid toobserve that the idea of cycles is not related only to a way of bibliographical delimitation of Anísio’s life, for it aims to put in a perspective the way of formation of this educationalist’sthoughts and positions. Thus, his correspondence with Fernando de Azevedo and Monteiro Lobato is taken as a production that crosses different phases of his career, permitting us to observe how his posture and convictions are preserved or altered over the time, especially during the period he was apart of the public life between 1936 and 1946.

Descrição

Palavras-chave

Anísio Teixeira, Correspondence, Career., Correspondência, Trajetória

Como citar

Patrimônio e Memória, v. 1, n. 2, p. 52-73.

Coleções