Recomposição florestal visando a infiltração de água: uma abordagem multicriterial

Carregando...
Imagem de Miniatura

Data

2017-08-30

Orientador

Zimback, Célia Regina Lopes

Coorientador

Pós-graduação

Agronomia (Irrigação e Drenagem) - FCA

Curso de graduação

Título da Revista

ISSN da Revista

Título de Volume

Editor

Universidade Estadual Paulista (Unesp)

Tipo

Dissertação de mestrado

Direito de acesso

Acesso abertoAcesso Aberto

Resumo

Resumo (português)

Para o planejamento dos recursos naturais e avaliação de uma determinada área, é imprescindível analisar e identificar a bacia hidrográfica. O sensoriamento remoto e procedimentos modernos para obter-se imagens, referentes aos novos sistemas de informações geográficas (SIGs), auxiliam na aquisição de diversos tipos de dados. Foram determinadas as áreas que favorecem a conexão entre os fragmentos florestais, com o objetivo de realizar análise de paisagem na sub-bacia do Rio Araquá. Caracterizar o uso e cobertura atual do solo na bacia, por meio de técnicas de sensoriamento remoto, chamada de classificação supervisionada por máxima verossimilhança. Depois, com o auxílio do SIG, foi feita a análise multicriterial com o Método da Combinação Linear Ponderada, determinando os critérios (fatores e restrições) e os pesos dos fatores. A área de estudo foi descrita, assim como o material cartográfico e os dados orbitais. Foram gerados mapas de rede de drenagem, de uso e cobertura do solo, declividade, solos, potencial de infiltração, AVA, fragmentos florestais, classificação da paisagem no programa ArcGis e análise multicriterial no Idrisi Selva. Por último, foi gerado o mapa de conexão florestal, em que notou-se que as áreas mais críticas estão próximas à cobertura florestal, onde as conexões de fragmentos são afetadas por ocupação antrópica e pela agricultura, que cresce a cada ano. Para a recuperação dessas áreas, os agentes ambientais devem realizar planejamentos, apoiando-se em uma metodologia que contempla toda a paisagem e ecossistemas, priorizando a conexão entre os fragmentos florestais e perturbações que ocorrem neste ambiente da área de estudo.

Resumo (inglês)

River River basin analysis and identification are extremely important to natural resources planning and evaluation of a given area. Remote sensing and modern procedures to capture images corresponding to the new geographic information systems (GIS) assist the acquisition of different types of data. In this study, regions that favor the connection of forest fragments were delimited to perform the landscape evaluation of Araquá river sub-basin. Current land use and cover were characterized using supervised maximum likelihood classification of remotely sensed images. Then GIS-based approach to multi-criteria evaluation was performed with a Weighted Linear Combination Method to determine the conditions (factors and restrictions) and factor weights. The studied area was described as well as the cartographic material and the orbital data. Maps for drainage network, land use/cover, declivity, soil, infiltration capacity, area of variable inflow, forest fragments and landscape classification were generated using ArcGis software and the multi-criteria analysis was performed with Idrisi Selva software. Finally, a map for forest connection was established, which revealed that the most critical areas are near to forest cover where the connection between fragments are affected by anthropic occupation and agriculture. To recover these areas, environmental managers must create strategies based on a methodology that contemplates the entire landscape and ecosystems, prioritizing the connection between forest fragments and the existing disruptions in the studied area.

Descrição

Idioma

Português

Como citar

Itens relacionados