Índices de eficiência e produtividade da água no distrito de irrigação dos tabuleiros litorâneos do Piauí

Nenhuma Miniatura disponível
Data
2017-12-05
Autores
Brito, Ramilos Rodrigues de [UNESP]
Título da Revista
ISSN da Revista
Título de Volume
Editor
Universidade Estadual Paulista (Unesp)
Resumo
A água sempre foi foco de pesquisa entre os recursos naturais, até porque ela é, cada vez mais, um bem insuficiente no planeta. Nos sistemas agrícolas, um dos pontos chave para o sucesso da produção irrigada está no uso racional dos recursos hídricos. Muitos são os métodos, já conhecidos, para se realizar uma boa gestão da água e o sensoriamento remoto mostra-se como uma nova metodologia que relaciona as informações meteorológicas com o vigor da cultura. O estudo tem como hipótese central comprovar o uso das técnicas de sensoriamento remoto na avaliação das práticas de irrigação realizadas no Distrito de Irrigação dos Tabuleiros Litorâneos do Piauí (DITALPI). O interesse científico na pesquisa centrou-se em avaliar o desempenho do DITALPI, por meio da definição de índices de eficiência e produtividade da água de irrigação na cultura da acerola. Procedeu-se a estimativa da Evapotranspiração da Cultura (ETc) utilizando o índice de vegetação Modified Soil Adjusted Vegetation Index – MSAVI2, por meio da adoção do coeficiente de cultivo modificado (KcMSAVI2). Além disso, calculou-se os índices de eficiência, Evapotranspiração Relativa (RET); Coeficiente de Déficit Hídrico (CDW); Índice de Uso Consuntivo (ICUC); Suprimento Relativo da Irrigação (RIS) e de Produtividade da Água (WP). Obteve-se a comprovação do uso do sensoriamento remoto na avaliação do manejo de irrigação realizado pelos produtores. A produtividade média de acerola foi 25 t ha-1ano-1 e a produtividade de água de irrigação foi em média 4 kg m-3. Os índices de eficiência evidenciaram o mal aproveitamento do recurso hídrico.
Descrição
Palavras-chave
MSAVI2, Manejo de Irrigação, Índices de Vegetação, Sensoriamento Remoto
Como citar