Ácaros associados a palmeiras na Amazônia, com ênfase nos Phytoseiidae (Acari: Mesostigmata)

Carregando...
Imagem de Miniatura

Data

2015-06-11

Orientador

Moraes, Gilberto José de

Coorientador

Pós-graduação

Agronomia (Entomologia Agrícola) - FCAV

Curso de graduação

Título da Revista

ISSN da Revista

Título de Volume

Editor

Universidade Estadual Paulista (Unesp)

Tipo

Tese de doutorado

Direito de acesso

Acesso abertoAcesso Aberto

Resumo

Resumo (inglês)

The mite Raoiella indica Hirst causes significant damage to palm trees in the Carribean area and American continent. Biological control has been considered as a possible means to control this pest. Mites of the family Phytoseiidae (Mesostigmata) are the most extensively predators for biological control of pest mites. Amblyseius largoensis Muma is pointed as a possible control agent of R. indica. Coconut tree is the main host of R. indica, but this pest has also been found on oil palm. The objective of this study was to evaluate the mite fauna on coconut trees and oil palms, in Manaus region, northeastern Amazonas state, analyzing the potential of phytoseiid predators, to determine the occurrence of R. indica and other mites in four distinct periods on coconut trees and to compare the abundance and diversity of the mites of different genotypes of oil palm. A total of 42,225 mites was counted in coconut tree. On the leaflets, 73.9% of the mites were predominantly phytophagous, 6.1% predators and 20.0% of other feeding habits. Eriophyoidea were the predominantly phytophagous mites most abundant on leaflets (57.0%). However, only 4.0% of these were found on fruits. Raoiella indica corresponded to only 1.7 % of the mites found. Phytoseiids were by far the most abundant predators on coconut trees (42.5% of the predators). Amblyseius aerialis (Muma) (254 espécimes), Euseius alatus De Leon (85) and Amblydromalus n. sp. (58) were the most abundant phytoseiids on coconut trees. Cunaxidae corresponded to 64.0% of the phytoseiids. The density of mites in general was only larger in the caiaué (Elaeis oleifera) in the period of intense rainfall. About 91.1% of all mites found on oil palms were phytophagous, predators representing only 3.8%. The species most abundant phytoseiids on the oil palms were Amblyseius perditus Chant & Baker, Iphiseiodes kamahorae De Leon, Amblyseius vasiformis Moraes & Mesa and Iphiseiodes zuluagai Denmark & Muma. In ...

Resumo (português)

O ácaro Raoiella indica Hirst causa prejuízos significativos em palmeiras em áreas do Caribe e no continente americano. O controle biológico tem sido considerado como uma forma de reduzir a população desta praga. Os ácaros da família Phytoseiidae (Mesostigmata) são os mais estudados e utilizados em controle biológico de ácaros-praga. Amblyseius largoensis Muma é apontado como possível controlador de R. indica. O coqueiro é o principal hospedeiro de R. indica, mas este ácaro também foi relatado em palma de óleo. O objetivo desse estudo foi conhecer a acarofauna associada ao coqueiro e à palma de óleo na região de Manaus, nordeste do estado do Amazonas, analisando o potencial dos predadores fitoseídeos encontrados, determinar a ocorrência de R. indica e outros ácaros em quatro épocas distintas em coqueiros, comparar a abundância e diversidade dos ácaros de diferentes genótipos de palma de óleo. Um total de 42.225 ácaros foi contabilizado em coqueiro. Nos folíolos, 73,9% dos ácaros eram predominantemente fitófagos, 6,1% predadores e 20,0% de outros hábitos alimentares. Eriophyoidea foram os ácaros predominantemente fitófagos mais abundantes em folíolos (57%), correspondendo, no entanto, a apenas 4,0% nos frutos. Raoiella indica correspondeu a apenas 1,7% dos ácaros encontrados. Os fitoseídeos foram de longe os mais abundantes em coqueiro (42,5% dos predadores). As espécies Amblyseius aerialis (Muma) (254 espécimes), Euseius alatus De Leon (85) e Amblydromalus n. sp. (58), foram os fitoseídeos mais abundantes em coqueiro. Os Cunaxidae corresponderam a 64% dos fitoseídeos. A densidade de ácaros em geral somente foi maior no caiaué no período chuvoso. Cerca de 91,1% de todos os ácaros encontrados na palma de óleo eram fitófagos, predadores correspondendo a apenas 3,8% nestas plantas. As espécies de fitoseídeos mais abundantes na palma de óleo foram Amblyseius perditus Chant & Baker, Iphiseiodes...

Descrição

Idioma

Português

Como citar

CRUZ, Wilton Pires da. Ácaros associados a palmeiras na Amazônia, com ênfase nos Phytoseiidae (Acari: Mesostigmata). 2015. xv, 76 p. Tese (doutorado) - Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho, Faculdade de Ciências Agrárias e Veterinárias de Jaboticabal, 2015.

Itens relacionados

Financiadores