Jogar, errar e palhaçar: uma experiência pedagógica com jogos de palhaçaria no ensino de teatro para crianças

Carregando...
Imagem de Miniatura

Data

2023-01-31

Orientador

Bredariolli, Rita Luciana Berti

Coorientador

Pós-graduação

Curso de graduação

Arte-Teatro - IA

Título da Revista

ISSN da Revista

Título de Volume

Editor

Universidade Estadual Paulista (Unesp)

Tipo

Trabalho de conclusão de curso

Direito de acesso

Acesso abertoAcesso Aberto

Resumo

Resumo (português)

O presente trabalho mostra o processo da artista com relação a linguagem da palhaçaria e como essa arte contribuiu para que suas inseguranças, medos e bloqueios fossem amenizados. Trabalhar a linguagem palhacesca foi significativo para o desenvolvimento da artista enquanto atriz, contribuindo também para sua prática docente e principalmente para o seu desenvolvimento pessoal. Assim, o trabalho mostra a trajetória da autora na palhaçaria e como esta experiência foi importante para sua prática docente no Grupo de Teatro Téspis, uma escola de curso livre de teatro, onde a artista-autora teve a oportunidade de estagiar e desenvolver uma pedagogia baseada nos Jogos de Palhaçaria. A partir desta experiência a artista-autora percebeu que as crianças da turma infantil, apresentavam muitas inseguranças e julgamentos que as impediam de realizar as propostas das aulas. Assim sendo, tentou buscar estratégias que pudessem amenizar tais dificuldades, encontrando como possibilidade o trabalho pedagógico a partir dos Jogos de Palhaçaria, que trabalham exatamente estas questões. Por meio dos jogos, foi possível amenizar as inseguranças, o medo de errar e o autojulgamento excessivo que as crianças traziam consigo, fazendo com que elas se sentissem à vontade para experienciar as atividades das aulas sem julgamento e sem medo. Dessa forma, o trabalho se baseia nas experiências da artista-autora enquanto palhaça e docente, mostrando como se deu o trabalho com os Jogos de Palhaçaria neste ambiente e os resultados obtidos a partir desta pedagogia.

Resumo (inglês)

The present work shows the artist's process in relation to the language of clowning and how this art contributed to her insecurities, fears and blockages being alleviated. Working with the clown language was significant for the artist's development as an actress, as well as for her teaching practice and, mainly, for her personal development. Thus, the work shows the trajectory of the author in clowning and how this experience was important for her teaching practice at Grupo de Teatro Téspis, a theater school with a free course, where the artist-author had the opportunity to do an internship and develop a pedagogy based on in Clowning Games. Based on this experience, the artist-author noticed that the children at this school presented a lot of insecurities and judgments, which prevented them from carrying out the proposals for the classes. While looking for strategies that could ease such difficulties, the Clowning Games appeared as a possibility of pedagogical work that could act precisely on these issues. Through the Clowning Games, it was possible to ease the insecurities, the fear of making mistakes and the excessive self-judgment that the children carried with them, making them feel free to experience the activities of the classes without judgment and without fear. Therefore, the paper follows the artist-author’s experiences as a clown and a teacher, showing how Clowning Games were used, and what were the results obtained, in this environment.

Descrição

Idioma

Português

Como citar

Itens relacionados