Atributos químicos de Latossolo Vermelho em função de plantas de cobertura e adubação nitrogenada

Carregando...
Imagem de Miniatura

Data

2020-09-25

Orientador

Cruz, Mara Cristina Pessoa da

Coorientador

Pós-graduação

Agronomia (Ciência do Solo) - FCAV

Curso de graduação

Título da Revista

ISSN da Revista

Título de Volume

Editor

Universidade Estadual Paulista (Unesp)

Tipo

Dissertação de mestrado

Direito de acesso

Acesso abertoAcesso Aberto

Resumo

Resumo (português)

O uso de plantas de cobertura é uma das práticas sustentáveis mais econômicas para promover melhorias na qualidade física, química e biológica do solo. O objetivo com este trabalho foi avaliar o efeito do cultivo de plantas de cobertura em pré-safra a cultura do milho e da adubação nitrogenada de cobertura no milho na qualidade do solo em experimento de longa duração. O experimento está instalado em área de LATOSSOLO VERMELHO Distrófico típico de textura argilosa e vem sendo conduzido há 18 anos em delineamento em blocos casualizados com parcelas subdivididas e quatro repetições. Os tratamentos principais são: feijão-de-porco, milheto, mucuna-cinza e vegetação espontânea (pousio). Os tratamentos secundários são doses de N em cobertura na cultura do milho (0, 60, 120 e 180 kg ha-1 de N). Foram avaliados o carbono orgânico total, o carbono orgânico solúvel em água, cálcio, magnésio e potássio trocáveis e, por cálculo, foram obtidos os valores de soma de bases, capacidade de troca de cátions e saturação por bases, de amostras de solo coletadas em 0-5 cm, 5-10 cm e 10-20 cm de profundidade. As plantas de cobertura proporcionaram maior teor de carbono orgânico total em comparação com o pousio nas camadas de 0-5 e 5-10 cm. Nestas camadas, as plantas de cobertura apresentaram aumento, na média das espécies, de 3,51 g kg-1 e de 1,7 g kg-1 de carbono orgânico total, respectivamente. Nas mesmas camadas, o aumento médio no carbono orgânico solúvel em água devido às plantas de cobertura foi de 130 mg kg-1 e 68,4 mg kg-1, respectivamente. Apesar do aumento do carbono orgânico total nas duas camadas superficiais, a capacidade de troca de cátions aumentou apenas na camada de 5-10 cm, com cultivo de mucuna-cinza e de feijão-de-porco (78 e 76 mmolc dm-3, respectivamente, em comparação ao milheto, com 66 mmolc dm-3). Em relação aos demais atributos do solo foi possível evidenciar que o cultivo de mucuna-cinza favoreceu a acidificação do solo, enquanto a espécie feijão-de-porco levou ao aumento das bases trocáveis nas camadas superficiais. Sendo assim, no décimo oitavo ano de adoção do cultivo de plantas de cobertura em pré-safra de milho, com variação nas doses de N na cultura do milho, é possível evidenciar ganho na qualidade do solo com o cultivo das plantas de cobertura, independentemente se gramínea ou leguminosa. A adubação nitrogenada, por outro lado, tanto na sucessão gramínea-gramínea quanto na sucessão leguminosa-gramínea, não tem resultado em melhoria do solo, observando-se apenas efeitos de interação, em poucas situações, com as espécies de cobertura.

Resumo (inglês)

The use of cover crops is one of the most economical sustainable practices to promote improvements in the physical, chemical and biological quality of the soil. The objective of this work was to evaluate the influence of cover crops cultivated previous to corn and topdressing N fertilization on the soil quality, in a long term experiment. The experiment was installed in the 2000/2001 in a clay Oxisol, and has been carried out since then (18 years) in a randomized block design with split plots and four replicates. The main treatments are: jack bean, millet, velvet bean gray and spontaneous vegetation (fallow). The secondary treatments are doses of N in topdressing in the corn culture (0, 60, 120 and 180 kg ha-1 of N). Were evaluated total organic carbon, water-soluble organic carbon, calcium, magnesium and exchangeable potassium, and by calculation, were obtained the values of the sum of bases, the cation exchange capacity and base saturation, in soil samples collected at 0-5 cm , 5-10 cm and 10-20 cm deep. The cover plants provided higher content of total organic carbon compared to the fallow in the 0-5 and 5-10 cm layers. In these deeps, in the average of species, total organic carbon increased in 3.51 g kg-1 and 1.7 g kg-1 , respectively. In the same layers, the average increase in watersoluble organic carbon due to the cover plants was of 130 mg kg-1 and 68.4 mg kg-1 , respectively. Despite the increase of total organic carbon in the two superficial layers, the cation exchange capacity increased only in the layer of 5-10 cm, with cultivation of velvet bean gray and jack bean (78 and 76 mmolc dm-3 , respectively, compared to millet, with 66 mmolc dm-3 ). In relation to the other attributes of the soil, it was possible to show that the cultivation of velvet bean gray favored acidification of the soil, while a species of jack bean led to the increase of exchangeable bases on surface deeps. Thus, in the eighteenth year of adoption of the cover crop cultivated previous to corn, with variation in the N doses in the corn crop, it is possible to demonstrate a gain in soil quality with the cultivation of cover crops, regardless if it is grassy or legume. A nitrogen fertilization, on the other hand, both in grass-grass or legume-grass succession, has not resulted in soil improvement, observing only interaction effects, in a few situations, with cover species.

Descrição

Idioma

Português

Como citar

Itens relacionados