Relação escola-família: os desafios contemporâneos nos anos iniciais do Ensino Fundamental em tempos de pandemia (COVID-19)

Carregando...
Imagem de Miniatura

Data

2023-06-28

Autores

Araújo, Caroline de Souza

Título da Revista

ISSN da Revista

Título de Volume

Editor

Universidade Estadual Paulista (Unesp)

Resumo

Percebe-se que muito se fala sobre as tentativas da escola de trazer as famílias para o ambiente institucionalizado, devido aos benefícios que a relação escola-família oferece para o processo ensino-aprendizagem, entretanto, surgem questionamentos a respeito de como são enfrentados os dilemas encontrados nessa relação na contemporaneidade. No período de isolamento social e, consequentemente, ensino remoto emergencial devido ao enfrentamento à pandemia da Covid-19, encontramos diversas mudanças na educação e até mesmo nas relações. Percebe-se a necessidade de discutir a relação entre escola e família, principalmente porque a dinâmica dessa se altera com o ensino remoto, afinal, o que antes era defendido como sendo papel exclusivo da escola – o ensino sistematizado – passa a ser também papel da família. Essa, por sua vez, muitas vezes não possui o conhecimento necessário para fazê-lo, assim, vemos ainda mais presente a necessidade de comunicação entre escola e família para que as instruções possam ser compartilhadas e acompanhadas durante o processo de ensino e aprendizagem. Com todas essas mudanças, consideramos ser importante investigar as formas de relação escola-família em tempos de pandemia pois, como o ensino remoto se iniciou como uma medida emergencial, porém perdurou por cerca de dois anos, é necessário que seja dada a devida atenção à forma que o ensino ocorreu porque esse não só influenciou no que as crianças aprenderam durante esse período, mas também em sua educação para os anos seguintes. Sendo assim, a presente pesquisa teve como objetivo investigar as práticas educativas dos profissionais e das famílias de alunos do quinto ano do Ensino Fundamental perante as dificuldades encontradas no processo de consolidação da relação escola-família. Para o desenvolvimento desta pesquisa, realizou-se um estudo qualitativo por meio de estudos de teóricos que versam sobre a relação escola-família, e de pesquisas a respeito da educação nos anos anteriores à pandemia e também nos anos de 2020 e 2021, anos em que a pandemia mudou bruscamente as formas de ensino no Brasil. Também foi realizada uma parte empírica, com coleta de dados. Para tanto, as técnicas utilizadas foram a observação das aulas híbridas e presenciais, com anotações em diário de campo, entrevistas semiestruturadas com as professoras, entrevistas semiestruturadas com as famílias e conversas com as crianças. As entrevistas foram aplicadas de forma presencial, seguindo o protocolo de segurança vigente no período. Com isso, o que se visou foi presenciar as práticas de ambas as instituições frente aos dilemas educacionais. Essa pesquisa aspirou, portanto, refletir sobre as formas de relações entre as famílias e a escola em tempos de pandemia, e contribuir com a educação no sentido de mostrar a necessidade de se pensar constantemente nesta relação, atentando-se às maneiras pelas quais se busca relacionar e interagir com as famílias considerando o período vivido, respeitando diversidades, conhecimentos e cultura.
It is noticed that a lot is commented about the school’s attemps to bring families to the institutionalized space, due to the benefits offerred by the school-family relationship to the teaching-learning process, however, questions arise about how the dilemmas found in this relationship are faced in contemporary times. In the moment of social isolation and, consequently, remote teaching due to the Covid-19 pandemic, several changes in education and even in relationships were found. There is a need to discuss the relationship between school and family, specially because this institutions’ dynamic changes with the remote teaching, after all, what was preveously defended as the exclusive role of school – the sistematized teaching – also becomes the role of the family. The family, on the other hand, generally doesn’t have the knowledge required to do so, therefore, the need for communication between school and family is notable so that instructions can be shared and supervised during the teaching-learning process. With all of these changes, it is important to investigate how the school-family relationship happened during the pandemic, because remote-teaching started as an emergency measure but as it lasted for almost two years, it is necessary to give appropriate attention to the way the teaching process happened, because it doesn’t only have influence on what the children learnt during that time, but also on how their educational progress is going to be on the next few years. Therefore, this research aimed to investigate the educational practices of professionals and families of the children in the fifth grade of elementary school faced to the difficulties found in the process of consolidating the school-family relationship. In order to develop this research, a qualitative study was made by theorists’ studies who lecture about the school-family relationship, and researches about education in pre-pandemic years and also in 2020 and 2021, years in which the pandemic completely changed the teaching process in Brazil. It also contains an empirical part, with data collection. To achieve this purpose, the techniques used were observation of hybrid and face-to-face classes with notes in a field diary, semi-structured interviews with the teachers, families and conversations with the children. The interviews were applied in person, following the current security protocol in that period. Thus, the aim was to witness the practices of both institutions facing the educational dilemmas. This research aspired to reflect on the school-family relationship during pandemic, and to contribute with education by showing the need to constantly think about this relationship, giving attention to the ways in which one seeks to relate and Interact with families, considering the moment they have lived, respecting diversity, knowledge and culture.

Descrição

Palavras-chave

Relação escola-família, Contemporaneidade, Pandemia, Covid-19, Ensino fundamental, School-family relationship, Contemporaneity, Pandemic, Elementary school

Como citar