Plutella xylostella (L.) (Lepidoptera: Plutellidae): táticas para o manejo integrado em brássicas

Carregando...
Imagem de Miniatura

Data

2006-03-09

Autores

Thuler, Robson Thomaz [UNESP]

Título da Revista

ISSN da Revista

Título de Volume

Editor

Universidade Estadual Paulista (Unesp)

Resumo

O trabalho foi desenvolvido no Laboratório de Biologia e Criação de Insetos (LBCI) da FCAV-UNESP, para avaliar o efeito da interação entre resistência de cultivares de brássicas, inseticidas químicos e produtos vegetais e Trichogramma no controle de P/utella xy/ostella. Para tanto, avaliou-se a biologia de P. xy/ostella nas cultivares de repolho: Chato de Quintal (CQ), Midori (MD), Roxo Precoce (RP) e Híbrido Roxo (HR) e, nas cultivares de couve, Geórgia (CM) e Híbrido Geórgia HS20 (HS20) em laboratório. Avaliou-se a toxicidade dos inseticidas lufenuron e deltametrina, bem como dos produtos vegetais óleo de nim e extrato pirolenhoso, pela adequação das concentrações letais (CLso) dos produtos. Com os mesmos produtos citados, foram avaliados os efeitos sobre Trichogramma. Finalmente, avaliou-se a associação dos métodos testados primordialmente, utilizando-se as cultivares de repolho e os inseticidas químicos e produtos vegetais, bem como o efeito sobre Trichogramma. A cultivar CQ foi classificada como moderadamente resistente; RP e MD como suscetíveis, e CM, HS20 e HR como altamente suscetíveis, sendo 'observado também, que nenhuma cultivar apresentou a substância sinigrina. Lufenuron, óleo de nim e extrato pirolenhoso, causaram até 100% de mortalidade para P. xy/ostella, e Decis não foi eficiente. Deltametrina também foi o produto mais prejudicial aos parasitóides T. exiguum e T. pretiosum, enquanto o produto Nim e o inseticida Match foram os menos prejudiciais. A associação dos métodos químicos e resistência de plantas elevam o potencial de controle para P. xy/ostella, mas essa estratégia deve ser bem avaliada, pois pode afetar o desempenho dos parasitóides, reduzindo seu potencial de controle.
The project was developed to evaluate the effect of the interaction between resistance of cabbage cultivars, insecticides and Trichogramma in the P/utella xy/ostella control. The biology of P. xy/ostella was evaluated in the following cabbage cultivars: Chato de Quintal (CQ), Midori (MD), Roxo Precoce (RP) and Roxo Hybrid (RH), and kale cultivars: Geórgia (CM) and Geórgia Hybrid HS20 (HS20), in laboratory. The toxicity of the insecticides lufenuron and deltamethrin and, of the vegetal products neem oil and pyroligneous extract, was evaluated for the adequacy of the lethal concentrations (LC50) of the products. With those products, the effect on Trichogramma was also evaluated. Finally, it was evaluated the association of the methods tested, using cabbage cultivars and chemical insecticides and vegetal products, and the effect on Trichogramma. The cultivar CQ was classified as moderately resistant; RP and MO as susceptible, and CM, HS20 and HR as highly susceptible, being also observed, that the cultivars tested did not present sinigrin. Lufenuron, Neem oil and pyroligneous extract caused up to 100% of P. xy/ostella mortality and deltabethrin was not efficient. Oeltamethrin was most harmful product to the parasitoids T exiguum and T pretiosum, while neem oil and lufenurun were less harmful. The interaction of chemical and plant resistance methods, increased the potential to P. xy/ostella control, but this strategy must be well evaluated, as it can affect negativity the parasitoid performance, reducing its control potential.

Descrição

Palavras-chave

Plantas - Resistencia, Controle biológico, Controle químico, Interação tritrófica, Brássicas, Extratos vegetais, Plant resistance, Biological control, Tritrofic interaction, Vegetal extracts

Como citar

THULER, Robson Thomaz. Plutella xylostella (L.) (Lepidoptera: Plutellidae): táticas para o manejo integrado em brássicas. 2006. iv, 79 f. Tese (doutorado) - Universidade Estadual Paulista, Faculdade de Ciências Agrárias e Veterinárias, 2006.