Reprodução de Meloidogyne spp. em porta-enxertos e híbridos de pepino

Carregando...
Imagem de Miniatura

Data

2010-03-01

Orientador

Coorientador

Pós-graduação

Curso de graduação

Título da Revista

ISSN da Revista

Título de Volume

Editor

Associação Brasileira de Horticultura

Tipo

Artigo

Direito de acesso

Acesso abertoAcesso Aberto

Resumo

Resumo (português)

A enxertia é uma técnica alternativa frequentemente recomendada para a cultura do pepino em áreas infestadas com nematóides das galhas. O presente trabalho teve como objetivo determinar o fator de reprodução de Meloidogyne javanica e de Meloidogyne incognita raça 2 em seis porta-enxertos para pepino (abóbora 'Menina Brasileira', moranga 'Exposição', 'Shelper', 'Tetsukabuto', 'B8-A Tetsukabuto' e 'Excite Ikki') e quatro híbridos de pepino (Cucumis sativus) tipo japonês ('Yoshinari', 'Kouki', 'Taisho' e 'Tsuyataro'). Foram conduzidos dois experimentos em casa-de-vegetação, um com cada espécie do nematóide, sendo cada parcela constituída de uma planta mantida em vaso contendo 2 litros de solo autoclavado. Nove dias após transplante, cada planta foi inoculada com 5.000 ovos e juvenis de segundo estádio (população inicial - Pi) de M. javanica ou M. incognita raça 2. Tomateiros 'Rutgers' foram utilizados como padrão de viabilidade do inóculo, em ambos os experimentos. O delineamento experimental foi inteiramente casualizado com cinco repetições por tratamento. Sessenta dias após a inoculação, cada planta foi avaliada, quanto ao peso fresco da raiz, número total de nematóides presentes no solo e na raiz (população final - Pf), número de nematóides/g de raiz e fator de reprodução de ambas as espécies de Meloidogyne (FR=Pf/Pi). Todos os porta-enxertos e híbridos de pepino testados apresentaram fatores de reprodução superiores a um, proporcionando a multiplicação de M. javanica e de M. incognita raça 2, porém, os valores nos híbridos de pepino foram superiores aos dos porta-enxertos.

Resumo (inglês)

Grafting is an alternative technique often recommended for the cucumber crop in root-knot nematodes infested areas. This study aimed to determine the reproduction factor of Meloidogyne javanica and M. incognita race 2 on six rootstocks for cucumber (squash 'Menina Brasileira, pumpkim 'Exposição', 'Shelper', 'Tetsukabuto', 'B8-A Tetsukabuto' and 'Excite Ikki') and four cucumber (Cucumis sativus) Japanese type hybrids of ('Yoshinari', 'Kouki', 'Taisho' and 'Tsuyataro'). Two experiments were carried out in greenhouse, each one with a nematode specie. Each plot consisted of one plant per pot containing 2 liters of autoclaved soil. Nine days after the seedlings transplantation, each plant was inoculated with 5,000 eggs and second-stage juveniles (initial population - Pi) of M. javanica or M. incognita race 2. 'Rutgers' tomatoes were used as a standard for inoculum viability in both experiments. The experimental design was completely randomized with five replicates per treatment. Sixty days after inoculated, each plant was evaluated, when root fresh weight, total number of nematodes in the soil and in the roots (final population - Pf), nematodes number per gram of root and the reproduction factor of both Meloidogyne species (FR=Pf/Pi) were determined. All rootstocks and cucumber hybrids allowed the M. javanica and M. incognita race 2 multiplication, but, generally, reproduction factor values were greater in cucumbers than in rootstocks.

Descrição

Idioma

Português

Como citar

Horticultura Brasileira. Associação Brasileira de Horticultura, v. 28, n. 1, p. 120-123, 2010.

Itens relacionados

Financiadores