Estudo do crânio de capivaras (Hydrochoerus hydrochaeris): craniometria, radiografia e tomografia computadorizada 3D

Carregando...
Imagem de Miniatura

Data

2019-08-16

Autores

Pereira, Fernanda Mara Aragão Macedo

Título da Revista

ISSN da Revista

Título de Volume

Editor

Universidade Estadual Paulista (Unesp)

Resumo

Os estudos anatômicos aplicados ao conhecimento médico veterinário, como às áreas de cirurgia, anestesia e diagnóstico por imagem são cruciais para uma correta avaliação e abordagem do animal. As capivaras (Hydrochoerus hydrochaeris), os maiores roedores do mundo, são mamíferos encontrados em todo o território brasileiro. Devido a sua ampla distribuição, necessitam-se descrições detalhadas sobre a espécie, dentre elas sobre sua anatomia craniana. Este estudo visou identificar as estruturas cranianas de capivaras em peças anatômicas e imagens radiológicas. Foram utilizados oito crânios e duas cabeças descongeladas para a identificação osteológica, radiográfica e tomográfica das suas estruturas. Foram realizadas medidas craniométricas para as diferentes partes do crânio e calculados os índices cefálicos. O crânio da capivara pode ser dividido em uma parte cranial (neurocrânio) e uma parte facial (viscerocrânio). As capivaras apresentaram um crânio mais robusto e retangular, alongado rostro-caudalmente, adelgaçado na região nasal e levemente convexo na região parietal. O arco zigomático é expandido e largo, a órbita possui um formato circular, o forame infraorbital é bastante desenvolvido, os meatos acústicos externos e as bulas timpânicas são relativamente pequenos e os processos paracondilares são grandes. Estas características anatômicas são compatíveis com o hábito alimentar e com o modo de vida semi-aquático das capivaras, o que pode ser comparado com características reportadas para animais de hábitos similares. A imagem radiográfica permitiu identificar estruturas como o seio frontal, ao passo que a reconstrução tomográfica 3D foi essencial para se ter uma visualização de forma espacial do crânio da capivara.
The anatomical studies applied to veterinary medical knowledge, such as the areas of surgery, anesthesia and diagnostic imaging are pivotal for a correct evaluation and approach of the animal. The capybaras (Hydrochoerus hydrochaeris), the largest rodents of the world, are mammals found throughout the Brazilian territory. Despite their wide distribution, detailed descriptions about the species are needed, among them about their cranial anatomy. This study aimed to identify the cranial structures in skulls and radiological images in the capybaras. Eight skulls and two thawed heads were used for the osteological, radiographic and tomographic identification of their structures. Craniometric measurements were performed for the different parts of the skull and the cephalic indexes were calculated. The skull of the capybara can be divided into a cranial part (neurocranium) and a facial part (viscerocranium). The capybaras had a more robust and rectangular skull, elongated face-caudally, thinned in the nasal region and slightly convex in the parietal region. The zygomatic arch is expanded and wide, the orbit has a circular shape, the infraorbital foramen is well developed, external acoustic meatus and tympanic bullae are relatively small and the paracondillar processes are large. These anatomical characteristics are compatible with the eating habit and semiaquatic life of capybaras, which can be compared with characteristics reported for animals of similar habits. The radiographic image allowed to identify structures such as the frontal sinus, whereas 3D tomographic reconstruction was essential to have a spatial view of the skull of the capybara

Descrição

Palavras-chave

anatomia, caviomorfo, osteologia, roedor, tomografia computadorizada, anatomy, caviomorph, osteology, rodent, computed tomography

Como citar