Propagação vegetativa da alfavaca-cravo utilizando diferentes tipos de estacas e substratos

Carregando...
Imagem de Miniatura

Data

2004-03-01

Orientador

Coorientador

Pós-graduação

Curso de graduação

Título da Revista

ISSN da Revista

Título de Volume

Editor

Associação Brasileira de Horticultura

Tipo

Artigo

Direito de acesso

Acesso abertoAcesso Aberto

Resumo

Resumo (português)

A propagação vegetativa é considerada importante ferramenta para o melhoramento de espécies lenhosas e herbáceas e vem sendo amplamente utilizada, visando melhorar e manter variedades de importância econômica e medicinal. Neste contexto utilizou-se estacas de alfavaca-cravo de 15 cm para apicais e 25 cm para as medianas, sendo estas com e sem folhas. As estacas foram plantadas em bandejas de isopor de 72 células, utilizando-se 10 substratos. Após 35 dias, as estacas foram retiradas com cuidado, sendo as partes aéreas e radiculares separadas e acondicionadas em saco de papel e mantidas em estufa a 70ºC por 48 h para posterior avaliação da matéria seca. Analisou-se a percentagem de enraizamento, número de folhas na estaca, peso de matéria seca de folha e de raiz. Não houve interação significativa entre os diferentes tipos de substrato e estaca para percentagem de enraizamento, sendo que os substratos de modo geral diferiram pouco entre si. Entre os tipos de estaca destacaram-se para esta variável a mediana sem folha e a apical com folha. Para as demais variáveis houve interação significativa entre o tipo de estaca e o substrato. A melhor estaca foi a mediana sem folhas plantadas em substrato arisco + esterco + húmus e vermiculita nas seguintes proporções: 20%:40%:40%; 40%:20%:40% e 40%:40%.

Resumo (inglês)

The vegetative propagation is an important tool for the improvement of woody and herbaceous species and could be an important tool to improve and to maintain varieties of economic and medicinal importance. In this experiment cuttings 15 cm long of the apical portion and also 25 cm long cuttings of the medial portion of the stems, were used both with and without leaves. The cuttings were planted on styrofoam trays with 72 cells, using 10 different substrata. After 35 days, cuttings were carefully removed, the aerial portion being separated from the roots and conditioned in paper bags and maintained in a stove at 70ºC for 48 h, for the dry weight evaluation. There were analyzed the percentage of rooting, number of leaves per cutting and leaf and root dry weight. There was no interaction among substrata and cuttings for the percentage of rooting. Were no significant differences in the rooting among the different substrata used in the experiment there. Better rooting was observed on cuttings from the medial portion of the stem without leaves and from the apical portion with leaves. For the other variables there was significant interaction between the cuttings and the substrata. The cutting that presented best results were those from the medial portion without leaves in the substrata with A+E sandy soil + humus + vermiculite in the following proportions: (20%: 40%:40%); (40%:20%:40%) and (40%:40%:20%) respectively.

Descrição

Idioma

Português

Como citar

Horticultura Brasileira. Associação Brasileira de Horticultura, v. 22, n. 1, p. 10-13, 2004.

Itens relacionados

Financiadores