Caracterização das alterações laboratoriais e histopatológicas associadas à obstrução uretral experimentalmente induzida em ratos

dc.contributor.advisorTakahira, Regina Kiomi [UNESP]
dc.contributor.authorCosta, Hugo Leonardo Riani [UNESP]
dc.contributor.institutionUniversidade Estadual Paulista (Unesp)
dc.date.accessioned2014-06-11T19:23:47Z
dc.date.available2014-06-11T19:23:47Z
dc.date.issued2008-12-11
dc.description.abstractA obstrução uretral é uma emergência clínica freqüente no atendimento de pequenos animais. Com a evolução do quadro, ocorre parada na filtração glomerular e, consequentemente, desenvolvem-se várias alterações nos equilíbrios hídrico, eletrolítico e ácido-básico, além do acúmulo de metabólitos nitrogenados e toxinas orgânicas. Podem ocorrer modificações histopatológicas nos rins e na bexiga. Objetivou-se, neste estudo, caracterizar prospectivamente as alterações laboratoriais e histopatológicas de ratos apresentando obstrução uretral. Para tanto, foram utilizados 21 ratos Wistar com obstrução uretral induzida. Foram realizados os seguintes exames: hemogasometria venosa e determinação dos níveis de uréia, creatinina, sódio, potássio, cloreto, cálcio e fósforo. As avaliações foram repetidas a cada 8 horas durante 24 horas. Após esse período os animais foram eutanasiados e as bexigas e os rins enviados para exame histopatológico. Entre os exames bioquímicos, foram observadas elevações estatisticamente significativas nos níveis de uréia, creatinina, fósforo, magnésio e potássio, e diminuição nos níveis de cloreto. Com relação à hemogasometria, houve diferença estatisticamente significativa entre os valores de pH, PO2, PCO2, excesso de base, saturação de oxigênio e lactato. O exame histopatológico renal revelou a presença de alterações tubulares e glomerulares, enquanto a análise histopatológica das bexigas demonstrou a presença de hemorragia, separação de fibras musculares e infiltrado inflamatório. Conclui-se que a obstrução uretral provoca alterações que podem ser detectadas nos exames laboratoriais, sendo as mesmas agravadas no decorrer do tempo. Além disso, a persistência durante 24 horas é capaz de levar a alterações morfológicas no trato urinário.pt
dc.description.abstractUrethral obstruction is a frequent emergency in Veterinary clinics. The persistent urethral obstruction leads to blockage of renal filtration, resulting in several alterations in fluid, electrolyte and acid-base balance, besides the accumulation of nitrogenous metabolic products and organic toxins. Histopathological changes may occur in the kidneys and urinary bladder. Thus, this study aimed to prospectively characterize renal and vesical histopathological alterations in rats due to urethral obstruction. Twenty-one male Wistar rats (Rattus norvegicus) with experimental urethral obstruction were included in the study. Venous gasometry and determination of urea, creatinine, sodium, potassium, chloride, calcium and phosporus were performed. The avaliations were repeted each 8 hours during 24 hours. After that period, the animals were euthanatized for the collection of kidneys and bladder fragments to the histopathological exam. Biochemistry exams demonstrated statiscally significant elevations for the levels of urea, creatinine, phosporus, magnesium and potassium, and a decrease for the levels of chloride. Results of gasometry also demonstrated statiscally significant changes for pH, PO2, PCO2, base excess, oxygen saturation and lactate values. Histopathology analysis revealed kidney alterations in tubular and glomerular elements. The most important alterations found in urinary bladders were transmural hemorrhage, separation of muscle fibers and neutrophilic inflammatory infiltrate. Complete urethral obstruction induces important changes that can be detected by laboratorial exams, and the alterations worsen with the course of time. Besides that, the persistent obstruction during 24 hours is able to cause morphological changes in the kidneys and urinary bladder, which can be detected using histopathological exam.en
dc.description.sponsorshipFundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (FAPESP)
dc.format.extent79 f.
dc.identifier.aleph000594554
dc.identifier.capes33004064022P3
dc.identifier.citationCOSTA, Hugo Leonardo Riani. Caracterização das alterações laboratoriais e histopatológicas associadas à obstrução uretral experimentalmente induzida em ratos. 2008. 79 f. Dissertação (mestrado) - Universidade Estadual Paulista, Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia de Botucatu, 2008.
dc.identifier.filecosta_hlr_me_botfmvz.pdf
dc.identifier.lattes3517825410178813
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/11449/89277
dc.language.isopor
dc.publisherUniversidade Estadual Paulista (Unesp)
dc.rights.accessRightsAcesso aberto
dc.sourceAleph
dc.subjectClinica veterináriapt
dc.subjectUrethral obstructionen
dc.subjectClinical biochemistryen
dc.subjectGasometryen
dc.subjectHistopathologyen
dc.subjectWistar ratsen
dc.titleCaracterização das alterações laboratoriais e histopatológicas associadas à obstrução uretral experimentalmente induzida em ratospt
dc.typeDissertação de mestrado
unesp.author.lattes3517825410178813
unesp.campusUniversidade Estadual Paulista (Unesp), Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia, Botucatupt
unesp.graduateProgramMedicina Veterinária - FMVZpt
unesp.knowledgeAreaClinica veterináriapt

Arquivos

Pacote Original
Agora exibindo 1 - 1 de 1
Carregando...
Imagem de Miniatura
Nome:
costa_hlr_me_botfmvz.pdf
Tamanho:
1.29 MB
Formato:
Adobe Portable Document Format