Atividade elétrica dos músculos orbiculares antes e após a instalação de próteses oculares

Carregando...
Imagem de Miniatura

Data

2013-07-02

Autores

Santos, Murillo Rezende [UNESP]

Título da Revista

ISSN da Revista

Título de Volume

Editor

Universidade Estadual Paulista (Unesp)

Resumo

A perda do bulbo ocular compromete não só a estética, mas também a tonicidade muscular da região facial do paciente, uma vez que com a ausência do globo ocular os músculos orbiculares dos olhos podem sofrer atrofia. Desse modo, o objetivo do presente estudo foi verificar a atividade elétrica dos músculos orbiculares, antes e após a instalação de próteses oculares em pacientes que foram submetidos à enucleação unilateral do bulbo ocular. Foram selecionados, por meio de anamnese e exame clínico, 12 pacientes voluntários com indicação de prótese. O sinal eletromiográfico foi realizado com o auxílio do eletromiógrafo, em quatro situações clínicas: Repouso (R), Abertura e Fechamento Normal das Pálpebras (AFN), Abertura e Fechamento Rápido das Pálpebras (AFR) e Apertamento (A). Esses registros foram realizados antes da instalação da prótese ocular, e após 7, 30 e 60 dias da instalação e uso da mesma. Os mesmos ensaios foram realizados no músculo orbicular do olho sadio do paciente, resultados que serviram como controle do estudo. Os dados obtidos foram submetidos à análise estatística pelo programa SPSS (p<0.05) e o t-teste foi utilizado para comparar os músculos superior e inferior por período de tratamento (inicial, 7, 14, 30 e 60 dias), para as quatro condições clínicas. Nas quatro condições clínicas avaliadas foi verificado diferença estatisticamente significativa em relação ao período inicial e após 7 dias da instalação da prótese. O fascículo superior do músculo orbicular do olho apresentou maiores valores de atividade elétrica em relação ao fascículo inferior em todas as situações clínicas avaliadas. Os menores valores de atividade elétrica foram observados durante o período inicial para a condição de repouso (OS 8.418 / OI 5.933) e os maiores após 60 dias na condição...
The eye loss besides affecting patient’s aesthetics, it compromises the muscle tone of the facial region owing to the atrophy of orbicular muscles. Thus, although the use of ocular prosthesis does not return patient’s vision, it fills the anophtalmic cavity restoring the cosmetic and muscle tone. The aim of this present study was to evaluate the electrical activity of orbicular muscles before and after ocular prosthesis insertion of patients who underwent unilateral enucleation of eyeball. The electrical activity of the orbicular muscles was assessed through the Myosystem BR1 electromyograph in four clinical situations: (1) rest, (2) normal opening and closing of the eyelid, (3) fast opening and closing of the eyelids, and (4) clenching. The electrodes were placed in the fascicles of upper (UO) and lower (LO) orbicular muscles. Electromyographic examinations were performed before and after 7, 14, 30 and 60 days of prosthesis insertion. T-test (p<.05) was used to compare the upper and lower orbicular muscles for each period of evaluation in all clinical conditions. A total of 12 patients of both genders were treated and they aged from 42 to 80 years. Several factors were the cause of anophthalmia and the trauma during job accident was the main reason. A statistical significant difference in the electromyographic data was observed for all four clinical conditions when comparing the baseline with the 7-day prosthesis insertion periods. The UO exhibited higher values of electrical activity than LO for all clinical situations. The lowest electrical activity was noted for the baseline period during the rest condition (UO 8.418 /LO 5.933), while the greatest one after 60 days of prosthesis insertion during clenching (UO 131.504 / LO 117.123). After ocular prosthesis insertion, a significant increase in the electrical activity values of the orbicular muscles was observed.

Descrição

Palavras-chave

Enucleação ocular, Implantes orbitários, Eletromiografia, Eye Enucleation

Como citar

SANTOS, Murillo Rezende. Atividade elétrica dos músculos orbiculares antes e após a instalação de próteses oculares. 2013. 150 f. Dissertação (mestrado) - Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho, Faculdade de Odontologia de Araçatuba, 2013.