Uma abordagem teórica do impacto do consumo energético da propaganda virtual

Carregando...
Imagem de Miniatura

Data

2022-11-23

Autores

Santos, Vinícius de Souza

Título da Revista

ISSN da Revista

Título de Volume

Editor

Universidade Estadual Paulista (Unesp)

Resumo

A tecnologia mundial está em constante desenvolvimento, o mundo se torna cada vez mais próximo em termos de barreiras culturais e acesso a informação. Esse avanço traz diversas vantagens ambientais e sociais, como a diminuição de resíduos com a dominância atual de documentos virtuais, principalmente utilizados por empresas. Entretanto, nem todas as mudanças são totalmente positivas, nesse caso o consumo de energia torna-se o contraponto da era moderna. O presente estudo visou uma abordagem teórica dos impactos ambientais causados pelo excesso de propagandas virtuais, visto que o e-commerce e posts em mídias digitais estão cada vez mais fortes no mercado. Dessa forma, os websites ficam mais pesados e exigem maior processamento, causando assim um consumo maior de energia e emissão de gases de efeito estufa. O trabalho se baseou em dois estudos de caso que quantificam o custo energético de alguns websites franceses e brasileiros. A partir da análise dos casos, conclui-se que o uso de AdBlocks podem diminuir em média 37% do consumo de energia de um site, já que esse é o consumo originado apenas pelas propagandas virtuais. No que se diz respeito a quantificar impactos ambientais pelas atividades virtuais, ainda é difícil pela enorme complexidade da internet, o que se torna preocupante, visto que a tendência do consumo de energia por estas atividades é continuar aumentando. Logo, torna-se imprescindível a criação de parâmetros ambientais para controle deste ambiente.
World technology is constantly developing, the world is becoming closer and closer in terms of cultural barriers and access to information. This advance brings several environmental and social advantages, such as the reduction of waste with the current dominance of virtual documents, mainly used by companies. However, not all changes are entirely positive, in which case energy consumption becomes the counterpoint of the modern era. The present study aimed at a theoretical approach of the environmental impacts caused by the excess of virtual advertisements, since e-commerce and posts in digital media are increasingly strong in the market. In this way, websites become heavier and require more processing, thus causing greater energy consumption and greenhouse gas emissions. The work was based on two case studies that quantify the energy cost of some French and Brazilian websites. From the analysis of the cases, it is concluded that the use of AdBlocks can reduce an average of 37% of the energy consumption of a website, since this is the consumption originated only by virtual advertisements. With regard to quantifying the environmental impacts of virtual activities, it is still difficult due to the enormous complexity of the internet, which becomes worrying, since the trend of energy consumption by these activities is to continue to increase. Therefore, it is essential to create environmental parameters to control this environment.

Descrição

Palavras-chave

Propaganda virtual, Tecnologias da informação e comunicação, Consumo de energia, Impacto ambiental, Virtual advertising, Information and communication technologies, Environmental impact, Energy consumption

Como citar