Rainfall intensity and Mepiquat Chloride persistence in cotton

Carregando...
Imagem de Miniatura

Data

2007-01-01

Orientador

Coorientador

Pós-graduação

Curso de graduação

Título da Revista

ISSN da Revista

Título de Volume

Editor

Universidade de São Paulo (USP), Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz (ESALQ)

Tipo

Artigo

Direito de acesso

Acesso abertoAcesso Aberto

Resumo

Resumo (português)

Em parte das regiões onde se encontram as maiores áreas de algodão no Brasil atualmente, o índice pluviométrico está ao redor de 2.000 mm anuais, existindo risco de ocorrer lavagem do Cloreto de Mepiquat (CM) das folhas do algodoeiro antes de ser absorvido pelas plantas. O objetivo deste trabalho foi avaliar a lavagem do CM aplicado no algodoeiro por diferentes laminas de chuva simulada. Os tratamentos constaram de três doses do regulador à base de cloreto de mepiquat: 0, 15.0 e 30.0 g ha-1 e quatro lâminas de chuva simulada: 5, 10, 20 e 40 mm, mais um tratamento sem chuva. Foram utilizados vasos de 12 litros de capacidade e a cultivar Delta Opal. Os parâmetros avaliados foram: altura de plantas, número de ramos reprodutivos, massa de matéria seca, retenção de estruturas reprodutivas e área foliar. Quanto maior a intensidade de chuva ocorrida após a aplicação do regulador maior foi o comprometimento da ação do produto, que repercutiu em interferência no crescimento das plantas. Chuvas de 5.0 mm, ocorridas 90 minutos após a aplicação do cloreto de mepiquat, já causaram prejuízo na ação do produto no crescimento do algodoeiro, sendo o efeito maior com o aumento da quantidade de chuva simulada.

Resumo (inglês)

In some regions where cotton is grown in Brazil rainfall amounts to about 2,000 mm per year, which imposes a great risk for Mepiquat Chloride (MP) to be washed from cotton leaves before being absorbed. The objective of this research was to evaluate the MC persistence when applied on cotton plants submitted to different rain intensities after spraying. The treatments were three MC rates: 0, 15.0 and 30.0 g a.i. ha-1 and four simulated rainfalls, applied 90 minutes after MC spraying: 5, 10, 20 and 40 mm, plus a treatment without rain. Cotton plants of the cv. Delta Opal were grown in 12 L pots filled with an Haplortox. The experimental design was consisted of complete randomized blocks, in a factorial scheme, with four replicates. The evaluated parameters were: plant height, number of reproductive branches, dry matter weight, reproductive structures, retention and leaf area. The higher the rainfall the lower the effectiveness of the plant growth regulator in controlling plant height. A simulated rainfall as low as 5 mm occurring 90 minutes after MC application was enough to wash some of the plant growth regulator from cotton leaves.

Descrição

Idioma

Inglês

Como citar

Scientia Agricola. São Paulo - Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz, v. 64, n. 2, p. 125-130, 2007.

Itens relacionados

Financiadores