Uso de meio condicionado de células tronco mesenquimais na reparação tecidual

Carregando...
Imagem de Miniatura

Data

2024-01-23

Título da Revista

ISSN da Revista

Título de Volume

Editor

Universidade Estadual Paulista (Unesp)

Resumo

O uso tópico de produtos derivados de células tronco mesenquimais (CTM) na reparação tecidual foi descrito como similar ou superior à terapia celular direta, e , possuir vantagens na aplicabilidade clínica e armazenamento. Entretanto, a ação dose-efeito ainda precisa ser estabelecida. No presente estudo foi avaliado o efeito tópico do concentrado proteico obtido proveniente do cultivo de CTM de tecido adiposo visceral canino na reparação de feridas cutâneas de ratos e na superfície ocular em cães com ceratoconjuntivite seca. No primeiro estudo, avaliou-se por histomorfometria a celularidade e fibrose nos diferentes grupos tratados de feridas cirúrgicas em ratos. No segundo, variáveis importantes em cães acometidos pela doença do olho seco, como produção, lacrimal, tempo de ruptura do filme lacrimal, espessura da camada lipídica lacrimal por interferometria, dentre outras. Em relação à avaliação histomorfométrica nas feridas, não obteve-se diferença entre a aplicação tópica do hidrogel-alginato enriquecido ou não com o meio condicionado de CTM (MC-CTM). Na aplicação tópica ocular, apresentaram-se diferenças entre os grupos nas variáveis teste lacrimal de Schirmer (TLS-1), tempo de quebra do filme lacrimal (TRFL) e espessura corneal; e entre os momentos, notou-se diferenças na hiperemia ocular, TLS-1 e TRFL. Os olhos tratados com MC-CTM demonstrou tendência de melhora após o tratamento nestes aspectos da superfície ocular, porem ainda não foi suficiente para se igualar ao GT. O MC-CTM apresenta potencial como tratamento adjuvante na CCS. Considerando os escassos estudos para avaliação da utilização de MC-CTM na reparação tecidual, busca-se contribuir com resultados clínicos e histopatológicos da atividade parácrina da terapia tópica com MC-CTM.
The topical use of products derived from mesenchymal stem cells (MSC) in tissue repair has been described as comparable or superior to direct cell therapy, with advantages in clinical applicability and storage. However, the dose-effect relationship still needs to be established. In this study, we evaluated the topical effect of the protein concentrate obtained from the culture of MSC from canine visceral adipose tissue on the healing of rat skin wounds and on the ocular surface in dogs with dry keratoconjunctivitis. In the first study, cellular density and fibrosis were histomorphometrically assessed in different treated groups of surgical wounds in rats. In the second study, important variables in dogs affected by dry eye disease, such as tear production, lacrimal film break-up time, thickness of the lacrimal lipid layer by interferometry, among others, were evaluated. Regarding histomorphometry evaluation of wounds, no difference was observed between the topical application of alginate hydrogel enriched or not with MSC-conditioned medium (CM-MSC). In topical ocular application, differences were observed between groups in the variables Schirmer’s test, tear film breakup time and corneal thickness; and between moments, differences were noted in ocular hyperemia, Schirmer’s test and non-contact tear film breakup time. Eyes treated with CM-MSC showed a trend of improvement after treatment in these aspects of the ocular surface but were not yet sufficient to match the control group. CM-MSC shows potential as an adjunct treatment in dry eye disease. Considering the limited studies on the use of CM-MSC in tissue repair, we aim to contribute with clinical and histopathological results of the paracrine activity of topical therapy with CM-MSC.

Descrição

Palavras-chave

Cicatrização, Cão, Rato, Ceratoconjuntivite seca, Secretoma, Fato de crescimento

Como citar