Organização e resistência do trabalho no agrohidronegócio canavieiro no Pontal do Paranapanema (SP)

dc.contributor.advisorThomaz Júnior, Antonio [UNESP]
dc.contributor.authorFerreira, Gabriel Vitor Nascimento [UNESP]
dc.contributor.institutionUniversidade Estadual Paulista (Unesp)
dc.date.accessioned2021-03-10T12:56:29Z
dc.date.available2021-03-10T12:56:29Z
dc.date.issued2018-12-20
dc.description.abstractThe ongoing technological transition in the sugarcane hydro-agricultural business, Pontal do Paranapanema, as part of the productive restructuring of capital, is materialized through intense mechanization of cutting and planting and based on the chemical-dependent model. Disruptions in workers' health, collective, occupational accidents, occupational diseases, and environmental damage, also affect the political organization, or Rural Workers' Unions (STRs). The territorial reorganization triggered by the expansion of monoculture of sugar cane has amplified the social contradictions in a territory historically marked by land conflicts, which encourages us to establish correlations between the health-disease processes of the workers, the forms of resistance, the struggles carried out by STRs in the context of the class struggle in the Pontal do Paranapanema. Thus, through qualitative and quantitative methodological procedures, we intend to understand how the (political, economic and ideological) organization / representation and the health of the workers in the municipalities that make up our cut have been affecteden
dc.description.abstractA transição tecnológica em curso no agrohidronegócio canavieiro, Pontal do Paranapanema, como parte da reestruturação produtiva do capital se materializa mediante intensa mecanização do corte e do plantio e fundamentada no modelo químico-dependente. Os desdobramentos na saúde do trabalhador, coletiva, os acidentes de trabalho, as doenças ocupacionais, e os danos ambientais, também atingem a organização política, ou os Sindicatos dos Trabalhadores Rurais (STR's). O reordenamento territorial provocado pela expansão da monocultura da cana-de-açúcar tem amplificado as contradições sociais em um território marcado historicamente por conflitos fundiários, o que nos estimula a estabelecer correlações entre o processo saúde-doença dos trabalhadores, as formas de resistência, as lutas protagonizadas pelos STR's no âmbito da luta de classes no Pontal do Paranapanema. Dessa forma, pretendemos através de procedimentos metodológicos qualitativos e quantitativos, entender de que maneira têm sido afetadas a organização/representação (política, econômica e ideológica) e a saúde dos trabalhadores nos municípios que compõem nosso recortept
dc.description.sponsorshipFundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (FAPESP)
dc.format.extent143 f.
dc.identifier.aleph990009275700206341
dc.identifier.citationFERREIRA, Gabriel Vitor Nascimento. Organização e resistência do trabalho no agrohidronegócio canavieiro no Pontal do Paranapanema (SP). 2018. 1 CD-ROM. Trabalho de conclusão de curso (bacharelado - Geografia) - Universidade Estadual Paulista, Faculdade de Ciências e Tecnologia, 2018.
dc.identifier.filehttp://www.athena.biblioteca.unesp.br/exlibris/bd/capelo/2020-01-20/000927570.pdf
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/11449/203314
dc.publisherUniversidade Estadual Paulista (Unesp)
dc.rights.accessRightsAcesso aberto
dc.sourceAlma
dc.subjectGeografiapt
dc.subjectCana-de-açúcar - Pontal do Paranapanemapt
dc.subjectAgroindustria canavieira - Pontal do Paranapanemapt
dc.subjectSindicatos - Paranapanema, Pontal do (SP)pt
dc.subjectSaúde do trabalhadorpt
dc.subjectGeografia ruralpt
dc.subjectGeographypt
dc.titleOrganização e resistência do trabalho no agrohidronegócio canavieiro no Pontal do Paranapanema (SP)pt
dc.typeTrabalho de conclusão de curso
unesp.campusUniversidade Estadual Paulista (Unesp), Faculdade de Ciências e Tecnologia, Presidente Prudentept
unesp.undergraduateGeografia - FCTpt

Arquivos

Pacote Original
Agora exibindo 1 - 1 de 1
Carregando...
Imagem de Miniatura
Nome:
000927570.pdf
Tamanho:
3.83 MB
Formato:
Adobe Portable Document Format