Influência do relevo e erosão na variabilidade espacial de um Latossolo em Jaboticabal (SP)

Carregando...
Imagem de Miniatura

Data

2003-12-01

Autores

Souza, C. K. [UNESP]
Marques Júnior, J. [UNESP]
Martins Filho, Marcílio Vieira [UNESP]
Pereira, G. T. [UNESP]

Título da Revista

ISSN da Revista

Título de Volume

Editor

Sociedade Brasileira de Ciência do Solo

Resumo

Com o objetivo de avaliar as relações entre formas de paisagem e erosão em um Latossolo Vermelho eutroférrico (LVef) por meio de técnicas geoestatísticas na Fazenda Santa Isabel, município de Jaboticabal (SP), identificaram-se modelos de paisagem côncavo e linear. Coletaram-se amostras de solo em ambas as formas de paisagem em uma malha regular espaçada de 50 x 50 m em sete transeções na profundidade de 0,00-0,20 m, totalizando 412 pontos em 93 ha. Determinou-se a erodibilidade dos solos pelo método indireto, granulometria, bem como o carbono orgânico para cada ponto da malha, sendo esses valores usados na estimativa do potencial natural de erosão (pne). Os dados obtidos das propriedades de solo, erodibilidade e potencial natural de erosão foram analisados por meio de estatística descritiva e geoestatística com a modelagem de semivariogramas, sendo este utilizado para a confecção de mapas de krigagem. Segundo os resultados, as propriedades do solo e do pne apresentaram maior variabilidade espacial na pedoforma côncava, apesar de esta forma de paisagem apresentar menores perdas de solo por erosão e menor variabilidade espacial da erodibilidade. Deste modo, conclui-se que a erosão não adicionou variabilidade espacial para as propriedades do solo na mesma magnitude do relevo.
The aim of this work was to evaluate the relations between landforms and soil erosion of an Oxissol with geostatistical techniques in Jaboticabal (SP), Brazil, in two landform models: concave and linear. Soil samples were collected from both landforms at a depth of 0-20 cm, in a regular 50 x 50 m mesh of seven transects, at totally 412 grid points within an area of 93 ha. Physical and chemical properties were determined at each point and used to estimate the soil erodibility by indirect methods and, consequently, the erosion potential. Descriptive statistics and geostatistics were applied to the physical and chemical values of soil erodibility and erosion potential in order to compute mean, semivariograms and kriging interpolation. Soil properties as well erosion potential demonstrated greater spatial variability in the concave landform, while erodibility presented a lower spatial variability in this form. Therefore, we conclude that erosion did not affect the spatial variability of soil attributes when the same landform is considered.

Descrição

Palavras-chave

form of landscape, soil-landscape relationship, natural potential of erosion, erodibility, forma de paisagem, Relação solo-paisagem, potencial natural de erosão, erodibilidade

Como citar

Revista Brasileira de Ciência do Solo. Sociedade Brasileira de Ciência do Solo, v. 27, n. 6, p. 1067-1074, 2003.