Influência da calagem residual na aquisição da qualidade fisiológica de sementes de trigo produzidas em sistema de semeadura direta

Carregando...
Imagem de Miniatura

Data

2017-06-02

Orientador

Silva, Edvaldo Aparecido Amaral da

Coorientador

Pós-graduação

Agronomia (Agricultura) - FCA

Curso de graduação

Título da Revista

ISSN da Revista

Título de Volume

Editor

Universidade Estadual Paulista (Unesp)

Tipo

Tese de doutorado

Direito de acesso

Acesso abertoAcesso Aberto

Resumo

Resumo (português)

A aquisição da qualidade fisiológica de sementes é influenciada por fatores como as condições ambientais e o nível de nutrição da planta mãe. Por exemplo, solos ácidos podem afetar a qualidade fisiológica das sementes produzidas, devido a menor disponibilidade de nutrientes para a planta. O uso de corretivos como a prática da calagem, se torna essencial para a resolução desse problema, onde o calcário, através da hidrólise, libera bases capazes de neutralizar a atividade dos íons acidificantes. No sistema de plantio direto, o calcário é aplicado de forma superficial, podendo ter seu efeito residual atuante por muitos anos, melhorando a estrutura e as propriedades químicas do solo e auxiliando na atividade microbiana. Portanto, o presente trabalho teve o objetivo de estudar a qualidade fisiológica e a expressão de genes associados a longevidade em sementes de trigo, produzidas em solos com diferentes doses de calcário. As sementes de trigo da cultivar CD116, foram produzidas na Fazenda Experimental Lageado, pertencente à Faculdade de Ciências Agronômicas – UNESP-Botucatu, na safra agrícola do ano de 2014. Os tratamentos consistiram em sementes produzidas sem calagem, dose recomendada de calcário (2000 kg.ha⁻¹) e o dobro da dose recomendada (4000 kg.ha⁻¹). Avaliou-se a porcentagem de germinação, o vigor (índice de velocidade de germinação e T50), longevidade de sementes e a estado nutricional das sementes. Para o estudo de genes relacionados a longevidade, foram selecionados dois tempos (0 e 60 dias) do teste de longevidade para averiguar o efeito das doses de calcário. A expressão gênica foi realizada usando a técnica de PCR em tempo real, onde o RNA total foi extraído e o cDNA foi utilizado para a quantificação dos genes relacionados a longevidade. A ausência da calcário não influenciou a germinação e o vigor das sementes de trigo, todavia a longevidade foi afetada. Os genes associados com a longevidade apresentaram expressão superior na presença residual de calcário. Este fato pode explicar a baixa longevidade de sementes de trigo procedentes de cultivo sem calagem.

Resumo (inglês)

Acquisition of the physiological quality of seeds is influenced by factors such as environmental conditions and the level of nutrition of the mother plant. For instance, acidic soils may affect the physiological quality of the seeds produced due to the lower availability of nutrients to the plant. The use of correctives, such as the practice of liming, becomes essential to solve this problem, where limestone, through hydrolysis, releases bases capable of neutralizing the activity of acidifying ions. In the no-tillage system, limestone is applied superficially and can have its residual effect acting for many years, improving the structure and chemical properties of the soil and assisting in microbial activity. Therefore, the present work had the objective of studying the physiological quality and expression of genes associated with longevity in wheat seeds, produced in soils with different limestone doses. The wheat seeds from the cultivar CD116 were produced at the Experimental Farm Lageado, belonging to the Faculty of Agronomic Sciences – UNESP-Botucatu, in the crop season of the year 2014. Treatments consisted of seed produced without liming, recommended limestone dose (2000 kg.ha⁻¹) and twice the recommended dose (4000 kg.ha⁻¹). Germination percentage, vigor (germination speed index and T50), seed longevity and nutritional status were evaluated. For the study of genes related to longevity, two times (0 and 60 days) of the longevity test were selected to investigate the effect of limestone doses on gene expression. Gene expression was performed using the real-time PCR technique, where total RNA was extracted and cDNA was used for the quantification of genes related to longevity. The absence of limestone did not influence germination and vigor of wheat seeds, however, longevity was affected. Genes associated with longevity showed superior expression in the residual presence of limestone. This fact may explain the poor longevity of wheat seeds produced in soil lacking liming.

Descrição

Idioma

Português

Como citar

Itens relacionados