O tratamento a pessoas privadas de liberdade com uso problemático de álcool e outras drogas

Carregando...
Imagem de Miniatura

Data

2021-11-26

Título da Revista

ISSN da Revista

Título de Volume

Editor

Universidade Estadual Paulista (Unesp)

Resumo

There are high rates of psychological disorders regarding abuse of psychoactive substances among Freedom-Deprived People (FDP) in prisons. Having that into consideration, this integrative review had as a goal to analyse both national and international scientific production regarding the treatment of substance abuse in prison. The research was done based on the PICO strategy, and through access to the data bases LILACS, CINAHL and PubMed, between 2011 and 2021, having 8 articles as the main material of analysis. Themes like strategies offered to the treatment of Psychoactive Substance Use, waiver of treatment, and social reintegration were analysed through thematic analysis. The literature points out to total abstinence as the main treatment offered in prison, even though it is the least effective way of treatment, and the one showing greatest correlation between relapse and overdose after imprisonment. FDP are severely affected by the use, abuse, and addiction of Psychoactive Substances; therefore, it is necessary the development of effective strategies on the treatment of substance abuse, taking into consideration the peculiarities of prison settings, and assuring the basic constitutional rights of this population.
As taxas de transtornos associados ao uso de Substâncias Psicoativas (SPA) entre Pessoas Privadas de Liberdade (PPL) é alta e mostra-se como uma problemática no cárcere. Diante disso, esta revisão integrativa objetivou analisar a produção científica nacional e internacional referente ao tratamento do uso problemático de SPA entre PPL. A estratégia PICO conduziu a busca de evidências por meio do acesso às bases de dados LILACS, CINAHL e PubMed, no período de 2011 a 2021, compondo 8 artigos como corpus de análise. Por meio da análise temática, obteve-se como variáveis: estratégias ofertadas para o tratamento do uso de SPA, retenção e desistência no tratamento e reinserção social. A literatura aponta a abstinência total como principal forma de tratamento ofertada em presídios, porém a que demonstra menor eficácia e maior relação com o número de recaídas e overdoses pós-encarceramento. Portanto, o uso, o abuso e a dependência de SPA atingem imensamente a população privada de liberdade, mostrando-se necessário o desenvolvimento de estratégias efetivas que atuem no tratamento dos usuários, considerando as especificidades do cenário prisional e garantindo os direitos constitucionais básicos acerca dessa população.

Descrição

Palavras-chave

Uso de drogas, Dependência química, Tratamento, Prisões, Prisioneiros

Como citar